Bundalelê Abençoado

trilhas
12.09.2020, 16:00:00

Bundalelê Abençoado


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Semana difícil de decidir o que Trilhar aqui. Trilhar pra perguntar ao Buarque de Holanda, Sérgio, onde estão os brasileiros cordiais que ele viu em 1936, e descreveu nas Raízes do Brasil? Onde, Sérgio? Trilhar pra indagar aos três poderes que conduzem a República.Br, aos trancos e barrancos, quanto tempo eles acham que o Estado ainda suportará seus desgovernos? Trilhar pra questionar se o Brasil é uma Democracia, com o Povo no poder, ou é uma Teocracia, com o Deus da Igreja Internacional das Graças de Deus, com o Deus da Igreja Mundial, com o Deus da Igreja – impossível citar todas – no comando? É, porque dos 24 partidos políticos que dizem representar o Povo no Congresso, e recebem fortunas para fazê-lo, 22 votaram para perdoar mais de um bilhão de dívidas que as Igrejas devem ao Estado. Só PSOL e Novo votaram contra, talvez porque saibam que 1 bilhão de reais fazem falta à Educação, à Saúde, à Cultura.

Alice Portugal e Jandira Feghali do PCdoB votaram a favor das Igrejas. Edir Macedo deve ter adorado. Lídice da Matta do Partido Socialista Brasileiro votou a favor das igrejas e dia seguinte pediu perdão porque votou a favor. E errou duas vezes. Uma porque votou. A outra porque não leu Hannah Arendt e não aprendeu que perdão inexiste porque é impossível desfazer aquilo que foi feito. Que é possível, no máximo, compreender o erro praticado. Mas como compreender que os partidos da “esquerda” brasileira que juram seguir Aquele que escreveu que a religião é o ópio do Povo, votaram no ópio?

Mas nem tudo é incoerência e picaretagem nesse Brasil que pode ser apelidado de Bundalelê Abençoado. Ler, lado a lado, a filha de Fernando Gabeira, Maya, festejada nos jornais porque surfou a maior onda que uma mulher já surfou, até hoje, no Planeta, e a filha de Roberto Jefferson, Cristiane, presa por corrupção, lado a lado maior onda e prisão, é entender que o Brasil de Jefferson tem Gabeira. Que o Brasil de Cristiane tem Maya.

E não é tudo. A posse do Ministro Fux na Presidência do STF, quinta-feira, é Fiat Fux na Lava Jato. E a declaração do mais importante representante de Deus na Terra, o Papa Francisco, de que Luxúria e Gula não são pecados, sopram que há Humanismo na Democracia ou na Teocracia, tanto faz.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas