Cabula mais rápido

minha bahia
09.01.2018, 07:00:00
Via Expressa, estações do metrô e terminais de ônibus facilitam mobilidade dos moradores (Mateus Pereira/SecomBA/divulgação)
Estúdio Correio -

Cabula mais rápido

População passou a contar com mais facilidade na mobilidade em função de intervenções viárias e equipamentos de transportes implementados na região

O médico Luiz Dantas morava em Brotas com a esposa e os dois filhos pequenos quando decidiu, há três anos, mudar com a família para o Cabula atraído pelas intervenções viárias e equipamentos de transportes implementados na região. “Tínhamos tudo à mão no endereço antigo, mas decidimos comprar um imóvel no bairro principalmente pela flexibilidade no deslocamento para várias regiões da cidade”, explica. “Hoje, levo 15 minutos para chegar ao trabalho, no Comércio, antes era o dobro do tempo”, acrescenta.

Há cerca de quatro anos, o acesso ao bairro melhorou com a implantação da Via Expressa e com o metrô, que proporcionou mais uma opção no transporte público tanto para quem mora, quanto para tem emprego ou estuda na região.  A Via Expressa Baía de Todos os Santos, com 10 faixas de tráfego e 4,3 quilômetros, buscou garantir mais fluidez ao trânsito e tornar mais fácil a acessibilidade do Cabula ao Centro, Comércio, Cidade Baixa e outros bairros. 

O complexo de viadutos, construído na antiga Rótula do Abacaxi, organizou o tráfego de veículos e também facilitou o fluxo até regiões como Barros Reis, Iguatemi, Bonocô e BR-324.  “A facilidade de mudar o trajeto é uma coisa que ajuda muito para quem tem o tempo curto. Quando vejo o viaduto no sentido da região do Iguatemi com fluxo mais intenso, faço um desvio e saio na BR-324. Por lá tenho acesso à Paralela, Avenida Luís Eduardo Magalhães ou Bonocô, dependendo do meu destino. Conheço gente que mora aqui e não sai por conta dessa flexibilidade”, afirma a química Andréia Serpa, que mora no Cabula, trabalha na Calçada e tem família em Brotas. 

“Houve uma melhora sensível. Antigamente era muita engarrafado, sobretudo na região da Rótula do Abacaxi. A abertura da via deu fluidez e ganhamos tempo no trânsito, que ficou mais organizado”, acrescenta o contador Marcelo Santos, morador do bairro. O Cabula também pode ser acessado pelas avenidas Paralela, seguindo pela Rua Silveira Martins - principal via do bairro -, e Luís Eduardo Magalhães, através da Rua Tenente Valmir Alcântara. Nesta última, a Prefeitura de Salvador realiza atualmente serviços de requalificação asfáltica, em 1,6 quilômetros. Já pela Estrada das Barreiras é possível chegar até os bairros de Engomadeira, Tancredo Neves, Sussuarana, Mata Escura e ao Centro Administrativo da Bahia (CAB).

Metrô facilita o transporte público dos moradores (Mateus Pereira/SecomBA/divulgação)

Integração facilita a vida da população

A mobilidade dos moradores do Cabula ficou mais fácil com a implantação do metrô, que conta com duas estações na região: Acesso Norte e Retiro. Seja utilizando os terminais ou através do sistema de integração com ônibus urbanos, o novo modal proporciona mais agilidade para a população. "Hoje está bem mais rápido. Chego na Rodoviária, Lapa ou na Paralela rapidinho. Basta ir até a estação e pegar o metrô", afirma o estudante Eduardo Ferreira, 23. 

As estações têm com terminais de ônibus, onde os usuários fazem a integração no sistema de transporte rodoviário municipal e metropolitano, pagando uma única tarifa. “Mesmo que você pegue dois ou mais, com a integração só paga por um, fora que agiliza muito para quem precisa evitar o trânsito da Paralela”, explica Thiago Andrade, 28, que mora em Vilas do Atlântico e estuda na Uneb. Os espaços contam com bicicletário, facilitando o acesso do ciclista que precisa usar o metrô.

O Estúdio Correio  produz conteúdo sob medida para marcas, em diferentes plataformas


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas