Caicedo se apresenta ao Vitória: 'Posso jogar como 9 ou por fora'

e.c. vitória
31.07.2019, 15:50:00
Atualizado: 01.08.2019, 10:18:56
Paulo Carneiro apresenta o atacante Jordy Caicedo no Barradão (Vitor Villar / CORREIO)

Caicedo se apresenta ao Vitória: 'Posso jogar como 9 ou por fora'

Equatoriano viaja à noite para Porto Alegre, onde encontrará elenco, e se diz pronto para jogar 90 minutos contra o Brasil

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O atacante Jordy Caicedo, 21 anos, novo contratado do Vitória, foi apresentado no Barradão na tarde desta quarta-feira (31). A entrevista coletiva teve que ser rápida. Isso porque o equatoriano viaja no início da noite para Porto Alegre, onde encontrará a delegação rubro-negra.

Regularizado junto à CBF nesta quarta, o reforço já está à disposição do técnico Osmar Loss para o duelo de sábado (3), às 11h, em Pelotas, contra o Brasil. Segundo o próprio jogador, ele está em condições físicas de jogar por 90 minutos.

"Meu último jogo no Equador foi há 20 dias e vinha treinando sem parar aqui (no Barradão) durante esses dias. Creio que tenho condições físicas de jogar os 90 minutos, mas isso vai depender do técnico. Estou à disposição para jogar os minutos que ele quiser. Vou entrar com toda a vontade de fazer as coisas da melhor maneira", disse Jordy Caicedo, cuja última partida foi no dia 2 de julho, empate de 1x1 entre o El Nacional - que ele defendia por empréstimo - e o Orense, pela Copa do Equador.

O presidente Paulo Carneiro confirmou que o Vitória adquiriu 70% dos direitos econômicos do equatoriano e assinou com ele um contrato de quatro anos. O dirigente não quis entrar em detalhe sobre os valores da contratação - este é um assunto interno, segundo ele. O atleta era vinculado ao Universidad Catolica de Quito.

Caicedo, ou apenas Jordy como o clube tem se referido a ele, afirmou que pode jogar em mais de uma posição do ataque: "Eu posso jogar tanto como centroavante como também por fora. Mas a posição em que mais jogo é de 9. Não tenho problema de jogar onde queira o professor. Estou aqui para ajudar a equipe a seguir adiante".

No que depender do atacante, ele já se sente pronto até para ser titular diante do Brasil de Pelotas: "Viajo com muita vontade de ajudar meus companheiros no jogo contra o Brasil. Minha expectativa é me colocar à disposição do professor e enquanto estiver em campo vou dar o melhor de mim".

"Creio que com muita solidariedade e com muita vontade vamos levar o time mais à frente (na tabela da Série B). O Vitória é muito grande. Estou muito contente de estar aqui e tenho que trabalhar muito forte para fazer o melhor que sei, que é jogar futebol", completou.

Caicedo chegou a ser convocado pelo Equador para a disputa do Pan-Americano de Lima, mas o Vitória pediu a dispensa do atleta para que resolvesse os trâmites da contratação. A janela de transferências internacionais no Brasil fecha nesta quarta.

O jogador é considerado uma promessa em seu país. Ele disputou o Sul-Americano sub-20 e o Mundial da mesma categoria em 2017.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas