Carga de relógios avaliada em mais de R$ 200 mil é apreendida em Jequié

bahia
13.07.2020, 08:02:00
Atualizado: 13.07.2020, 08:03:01
(Foto: Divulgação/PRF)

Carga de relógios avaliada em mais de R$ 200 mil é apreendida em Jequié

Responsável pela carga não apresentou comprovante do pagamento de impostos; multa da Receita Estadual foi de R$ 45 mil

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu, na manhã de domingo (12), em Jequié, no sudoeste baiano, grande quantidade de relógios importados transportados ilegalmente. Os produtos, avaliados em R$ 200 mil, seriam vendidos na capital baiana e abasteceriam o mercado de ambulantes da capital. O flagrante aconteceu quando a equipe da PRF fazia fiscalização na altura do quilômetro 677 da BR 116, em frente a Unidade Operacional (UOP) em Jequié. Os policiais abordaram dois veículos que transitavam juntos, um caminhão VW/8.150 e um FIAT/Strada, e encontraram várias caixas com os relógios no compartimento de carga do caminhão.

A passageira da caminhonete Strada, uma mulher de 61 anos, assumiu a responsabilidade pelo material e relatou que o carregamento foi realizado em Campo Grande (MS) e tinha como destino abastecer o mercado de ambulantes de Salvador. Disse ainda que contratou os serviços do caminhoneiro para realizar o transporte dos relógios.

A Secretaria da Fazenda Estadual (Sefaz) foi acionada e confirmou a irregularidade fiscal e tributária. A auditora aplicou uma multa de R$ 45 mil e a carga só será liberada após o pagamento dos impostos devidos.

Previsto no art. 334 do Código Penal, o crime de Descaminho (importar produtos sem o pagamento dos respectivos impostos) representa uma concorrência desleal com os comerciantes regularmente instalados e diminui os empregos com Carteira de Trabalho assinada no país. A pena prevista no Código Penal varia de um a quatro anos de prisão.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas