Carleto lamenta chuva: 'Não dá para dizer que isso foi futebol'

e.c. vitória
12.03.2020, 21:24:13
Atualizado: 12.03.2020, 21:57:17
Carleto lamentou gol sofrido pelo Vitória em bola parada (Xandy Rodrigues / Estadão Conteúdo)

Carleto lamenta chuva: 'Não dá para dizer que isso foi futebol'

Ceará e Vitória sofreram com campo empoçado durante a etapa final

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Thiago Carleto foi bem crítico ao futebol demonstrado por Ceará x Vitória no segundo tempo do duelo na Arena Castelão nesta quinta-feira (12). O Leão acabou derrotado por 1x0 no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil e decidirá em casa, na próxima quarta-feira (18).

>> Vitória sofre diante do Ceará e escapa de resultado pior: 1x0
>> Vitória anuncia contratação do goleiro César, que vem do Coritiba

>> Veja todas as notícias do Vitória

O lateral esquerdo se referiu à péssima condição do gramado, que ficou completamente encharcado, com enormes poças, após uma forte chuva no início da etapa final. A bola praticamente não rolou e sobraram divididas ríspidas.

"No segundo tempo não teve jogo. Não dá para dizer que isso aí foi futebol. Foi muito mais pegado, chutão...", analisou Carleto.

"Mas está tudo em aberto ainda. É um jogo de 180 minutos e agora é na nossa casa. Tenho certeza que a nossa torcida vai lotar o estádio e de que vamos virar isso daí", disse o lateral esquerdo.

Carleto reconheceu que o Vitória deixou a desejar no primeiro tempo e que a equipe tomou gol num vacilo de marcação de bola parada: "(A primeira etapa) foi quando teve alguma condição de futebol. E no final o jogo se decidiu num lance de bola parada deles, num escanteio".

"A gente percebeu que eles estavam buscando essa jogada (bola parada) o tempo todo e conseguiram marcar. A gente até pediu para os colegas não fazerem falta na lateral de campo, mas aquela passou", disse o lateral.

No duelo de volta o Vitória não contará com o zagueiro João Victor, expulso na etapa final contra o Ceará. Como o outro titular da posição, Maurício Ramos, ainda se recupera de lesão, a zaga deve ser inteiramente reserva.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas