Centro de Convenções na Boca do Rio já tem primeiro evento confirmado

farol econômico
27.11.2017, 06:19:00

Centro de Convenções na Boca do Rio já tem primeiro evento confirmado

Por Donaldson Gomes

Antes mesmo de sair do papel, o futuro Centro de Convenções de Salvador já começou a movimentar o mercado de grandes eventos corporativos. Na última semana, a Salvador Destination fechou a realização da primeira grande convenção no espaço, envolvendo mais de cinco mil pessoas e ocupando uma área de 3 mil metros quadrados de exposições. Será em outubro de 2019. A previsão da Prefeitura é para a conclusão da obra do novo centro de convenções no primeiro semestre do mesmo ano. “Vender Salvador neste mercado de grandes eventos é muito fácil. Faltava apenas o equipamento, que agora nós voltaremos a ter”, comemora o presidente da Salvador Destination, Paulo Gaudenzi. Para ele, o equipamento, que poderá receber até 14 mil pessoas vai ocupar, sem prejuízos ao turismo baiano, o papel do decadente Centro de Convenções da Bahia (CCB). “Se levarmos em conta a área externa, onde eventualmente podem ser colocadas tendas, podemos contar com até 10 mil metros quadrados de área para exposições”, destaca.

Faz muita falta
Durante palestra no Fórum de Hotelaria e Turismo da Bahia, na última quarta-feira, dia 22, Paulo Gaudenzi apresentou números que mostram a falta que o CCB  vem fazendo para o setor. Gaudenzi lembrou que o equipamento foi o segundo do tipo no país, construído depois do Anhembi, em São Paulo. Um levantamento, com base em dados da ICCA - International Congress and Convention Association, mostra que em 2007 Salvador recebeu 27 eventos internacionais e era o 3º destino em eventos do tipo no país. Dez anos depois, em 2016, foram 5 e a cidade caiu para a 10ª posição. 

Dentro do prazo
O secretário Municipal de Cultura e Turismo, Claudio Tinoco, esteve com empresários do turismo na reunião da Câmara Setorial do setor – o primeiro comandado pelo novo coordenador da câmara, Manolo Garrido –, na última sexta-feira, dia 24, na Fecomércio-Ba, e informou que o projeto do novo centro de convenções está correndo dentro do prazo estabelecido. Até o dia 15 de dezembro, a análise orçamentária da obra deve ser concluída e até o dia 31 o edital de construção será lançado. Em fevereiro, sai o edital para a escolha da empresa que vai operar o espaço, em abril está previsto o início das obras e 12 meses depois, a conclusão. Segundo Tinoco, a obra tem orçamento de R$ 93 milhões  e a empresa que for escolhida para operar o equipamento deverá investir aproximadamente R$ 30 milhões. 

A nova Odebrecht
O engenheiro André Amaro, coordenador do Comitê de Conformidade da Odebrecht, falou sobre o processo de mudanças no grupo, durante o IV Fórum Bahia Econômica, na última semana.  “A operação Lava-Jato funcionou como um marco de transformação para o setor privado”, avaliou o executivo, que é assessor especial do diretor presidente da Odebrecht S.A.,  Luciano Guidolin. O executivo, que  reforçou as origens da Odebrecht, disse que o foco da empresa agora é reforçar a qualidade e reforçar a “capacidade de inovar e surpreender”.

EAU
Os projetos de infraestrutura do governo federal previstos para a Bahia serão apresentados  pelo diretor da Secretaria do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) da Presidência da República, Diogo Piloni, na próxima quarta-feira. Ele participa do 13º Encontro Anual de Usuários (EAU), realizado pela Associação de Usuários dos Portos da Bahia - Usuport, na Fieb, Stiep. 

Menos estresse
Duas empresas do Grupo Solvi, que tem cinco unidades na Bahia, foram homenageadas pelo Conselho Nacional e Regional do SESI por conta de projetos de segurança e saúde no trabalho. A Battre e a Termoverde, conseguiram aprovar, com o apoio do SESI Bahia em Simões Filho, o único projeto baiano aprovado este ano no Edital de Inovação para a Indústria 2017. A iniciativa reúne SESI, SENAI e Sebrae para estimular a inovação nas empresas brasileiras. O SESI Bahia apoiou no projeto Coaching para Autocontrole do Estresse – Remoto e Realidade Virtual, que propõe o uso de recursos tecnológicos e audiovisuais para melhorar a qualidade de vida dos funcionários, reduzindo o estresse e promovendo a reeducação postural dos trabalhadores. O projeto começa a ser implantado em 2018. O SESI Bahia ocupa o 1º lugar no ranking de aprovação de projetos no Norte e Nordeste e Centro-Oeste e o 2º lugar no ranking nacional de aprovação de projetos no Edital de Inovação. De 2010 a 2017 foram 20 projetos aprovados e em 2018 a entidade concorre com dois outros projetos – um em parceria com o Sinduscon e outro com as empresas do Grupo Solvi.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas