Chuvas em Pernambuco deixam 44 mortos no estado

brasil
29.05.2022, 12:35:00
(Foto: Gleydson Xavier/ JC Online)

Chuvas em Pernambuco deixam 44 mortos no estado

Balanço foi atualizado pelo governo federal no fim da manhã deste domingo (29)

Em coletiva de imprensa realizada no Recife, neste domingo (29), o Ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, atualizou para 44 o número total de mortes em todo o Estado de Pernambuco após as fortes chuvas que caem na região desde a última quarta-feira. O número representa um acréscimo de 10 mortes no balanço divulgado pelo governo estadual na noite dessa sábado (28). Até o momento, a gestão local não atualizou as informações. 

Em coletiva de imprensa realizada no Recife, neste domingo (29), o Ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, atualizou para 44 o número total de mortes em todo o Estado de Pernambuco após as fortes chuvas que caem na região desde a última quarta-feira. O número representa um acréscimo de 10 mortes no balanço divulgado pelo governo estadual na noite dessa sábado (28). Até o momento, a gestão local não atualizou as informações. 

Da última quarta-feira (25) até o meio-dia deste sábado foram registrados 34 óbitos no Estado, segundo o balanço do governo do Estado. As mortes ocorreram no Recife, Jaboatão dos Guararapes, Olinda e Camaragibe.

O total de desabrigados por conta de deslizamentos chegava a 1.026. Entretanto, na manhã deste domingo, o Corpo de Bombeiros confirmou ainda trabalhar na busca por vítimas de deslizamentos, sem previsão para término dos trabalhos - o que pode aumentar os dados contabilizados pelo Estado. 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas