Chuvas em Salvador: transtornos continuam e Defesa Civil aciona oitava sirene de alerta

salvador
19.04.2022, 20:43:00
(Jefferson Peixoto/Secom PMS)

Chuvas em Salvador: transtornos continuam e Defesa Civil aciona oitava sirene de alerta

Fiação de poste pega fogo no Garcia; travessia de lancha segue suspensa

O temporal que atinge Salvador desde o final de semana continua provocando transtornos e preocupações para os moradores da cidade. O balanço da Defesa Civil afirma que o acumulado de chuva para abril chegou a 84% da média histórica na capital. 

Logo no início da manhã, os moradores da rua Quintino Bocayuva, no bairro do Garcia, acordaram assustados com o barulho provocado pelas madeiras que caíram de um poste em que a fiação pegou fogo. 

Anderson Carvalho levantou as pressas quando escutou um estrondo. Ao perceber a fumaça, seguiu para fora da casa e viu a fiação ainda em chamas. De acordo com ele, era por volta das 5h30. O equipamento que pegou fogo fica em frente ao portão da sua residência. 

Casa de Anderson, localizada ao lado de poste

(Emilly Tifanny Oliveira/ Correio)

Ainda segundo Anderson, a energia elétrica não chegou a ser interrompida, apenas as linhas de internet e telefonia, pois a energia da sua casa é abastecida pelo poste fixado no outro lado da rua. 

"Foi muito rápido, ouvi o barulho e saí correndo para o lado de fora. Foi um curto. Tinha uma madeira velha que segurava alguns fios. O curto fez com que ela pegasse fogo e em seguida caiu. Ainda dá para ver ela espalhada no chão. Mas ainda bem que só aqui só interrompeu a Internet e o telefone" disse Anderson. 

Seu Josias Carneiro, de 73 anos, não teve a mesma sorte. O poste que entrou em chamas abastece a energia elétrica da casa dele. Entre 5h30 e 7h o abastecimento ficou interrompido. Apesar do susto, ele considera que os reparos foram feitos rapidamente. 

"Aqui tava todo mundo dormindo e o que fez a gente despertar foi o barulho. Ninguém espera um negócio desse, com tanta chuva a gente ainda tem que lidar com fogo. Rapidinho eles consertaram, mas até lá, o susto já tinha acontecido e isso ninguém tira mais", conta o aposentado. 

Em nota, a Neoenergia Coelba informou que as chamas foram provocadas pelas chuvas e ventos que atingiram a região durante a madrugada. Assim como "todos os clientes atingidos pela interrupção de energia  tiveram o abastecimento restabelecido através de manobras na rede. Técnicos da distribuidora estiveram no local para recompor o componente da rede elétrica danificado", informa a empresa de abastecimento. 

Deslizamento 

Na mesma manhã, uma pedra deslizou de uma encosta na Avenida Contorno e caiu no passeio próximo a via de trânsito. O deslizamento aconteceu após as chuvas da madrugada. A água encharcou a terra, que não suportou e cedeu.

Por volta das 17h, a pedra já havia sido retirada do local. Procurada, a Defesa Civil não se manifestou sobre o caso até o momento da publicação desta matéria. 

Sem lancha e mudança no ferry 

Pelo quarto dia consecutivo, a travessia Salvador-Mar Grande seguiu suspensa por causa das chuvas, que causam más condições de navegação na Baía de Todos-os-Santos. Até o momento, não há previsão de quando a travessia de lanchas entre a capital e a Ilha de Itaparica será retomada. Os passeios turísticos de escunas pelas ilhas da Baía também estão suspensos. 

Além disso, a empresa responsável pela administração do sistema ferry boat também adotou medidas para garantir a segurança dos passageiros no período chuvoso. O transporte de caminhões-baú nos dois sentidos do trajeto foi suspenso nesta segunda. A Internacional Travessias (IT), responsável pela gestão do serviço, informou que ainda não há previsão de quando este tipo de veículo será autorizado a embarcar novamente. 
 
Acumulado 

Salvador já registra 238,8 mm de chuva, dos 284,9 mm esperados no mês. Os maiores acumulados de chuvas em 72 horas foram registrados em Ondina (207 mm), Federação (205 mm), Centro (192,9 mm), Chapada do Rio Vermelho (188 mm) e Engenho Velho de Brotas (187 mm), até às 19h de ontem.

Oito sirenes de alerta vermelho já foram acionadas. Os locais de maior risco são: a comunidade de Voluntários da Pátria (Lobato), Vila Picasso (Capelinha), Bom Juá, Baixa do Cacau (São Caetano), Mamede (duas sirenes) (Alto da Terezinha), Moscou (Castelo Branco) e Calabetão (BR-324).

A Codesal informa que a previsão para esta quarta-feira (20) é de céu nublado com chuvas fracas a fortes, a qualquer hora do dia. O órgão permanece de plantão 24 horas atendendo às solicitações pelo telefone gratuito 199.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas