Chuvas maltratam e criam caos em Salvador e RMS

entrelinhas
23.04.2022, 05:00:00

Chuvas maltratam e criam caos em Salvador e RMS

Notícias que marcaram a semana

A semana foi complicada para os moradores de Salvador e também de municípios da Região Metropolitana, como Lauro de Freitas e Camaçari. A chuva causou transtornos em diversos bairros, de classe alta e baixa, mas, claro, os mais populares acabam sofrendo muito mais. 

Do dia 1º até as 16h30 da sexta-feira (22), foram registrados 368,2 mm de acumulados de chuvas, 29% a mais do que a média histórica de 284,9 mm, aferida pela estação de referência em Ondina.

Quando uma área de risco recebe mais de 150mm de chuva, uma sirene é acionada pela Defesa Civil de Salvador (Codesal). Nos últimos dias, foram, ao menos, nove delas acionadas: Bosque Real (Sete de Abril), Voluntários da Pátria (Lobato), Vila Picasso (Capelinha), Bom Juá, Baixa do Cacau (São Caetano), Mamede (duas sirenes) (Alto da Terezinha), Moscou (Castelo Branco) e Calabetão (BR-324).

Na manhã de segunda-feira (18), algumas vias de Lauro de Freitas ficaram alagadas, dificultando a passagem de veículos e pedestres. No dia 20, doze pessoas ficaram presas dentro de um ônibus por mais de sete horas após o nível da água subir em uma rua da cidade. A água acabou invadindo o ônibus e cobrindo os pés dos passageiros. Uma equipe do Corpo de Bombeiros só começou a fazer o resgate por volta de 7h40.

Na madrugada de quinta-feira (21), famílias do bairro Gleba E, em Camaçari, foram surpreendidos pela água que invadiu casas. A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil de Camaçari (Compdec) informou que registrou mais de 100 chamados ligados às chuvas que caíram na cidade só na madrugada de quinta-feira. 

Entre as ocorrências estiveram dois deslizamentos de terra, um deles, no bairro Santo Antônio, com pessoas soterradas. As vítimas foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para uma unidade de saúde. No Jardim Brasília, a água chegou a mais de 1,80m.

Em Salvador, a Codesal recebeu cerca de 300 chamados em ao menos dois dias da semana. A Ladeira da Montanha foi interditada na manhã de quinta-feira (21) depois do desabamento da parede de um casarão.

No Dois de Julho e no Cabula, queda de árvores interditaram o trânsito também, assim como na Estrada Velha de Periperi, mas por conta de um deslizamento. Já no Parque São Cristóvão, a água invadiu casas. Todo cuidado é pouco.  

Em crise, hospitais filantrópicos pedem ajuda
A Bahia possui 91 entidades filantrópicas que prestam atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Dessas, 52% estão endividadas, ou seja, encerraram o ano de 2021 com déficit financeiro. Nos últimos cinco anos, 11 fecharam de vez as portas no estado. As informações são da Federação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas do Estado da Bahia (Fesfba). 
Dentre as instituições em crise estão as Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), o Hospital Infantil Martagão Gesteira e o Hospital Aristides Maltez, todas elas na capital baiana. A presidente da Fesfba, Doraides Nunes, aponta que aquelas entidades que não fecharam enfrentam outras consequências da crise, como corte de funcionários, serviços e materiais.

Fim da emergência
O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou na noite de domingo (17) o fim da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (Espin) da covid-19, decretada em fevereiro de 2020 pelo governo federal. O ministro atribuiu a decisão à queda nos índices da doença e ao alcance da vacinação no País, que alcançou 73% da população. A portaria foi assinada na sexta-feira (22).

Geninho demitido
Após apenas quatro jogos no comando do Vitória, o técnico Geninho foi demitido depois da equipe ser derrotada por 3x0 pelo Fortaleza, na última quarta-feira (20), no Ceará, pela Copa do Brasil. O treinador ficou pouco mais de um mês à frente do Leão da Barra e acumulou uma vitória e três derrotas no período. 

Paraíso Perdido
O laudo pericial da morte de Leandro Troesch, dono da pousada Paraíso Perdido, em Jaguaripe, no Recôncavo Baiano, apontou que não houve suicídio.  Na conclusão do inquérito policial, Shirley da Silva Figueredo, companheira de Leandro, foi indiciada por homicídio. Ela está foragida. Já Maqueila Bastos, amiga de Shirley, foi indiciada como partícipe do crime.

Bombou no site do CORREIO (mais lidas da semana)

1- Pescadores fisgam pirarucu 'gigante' no Rio Madeira: 'sensação incrível'    

2- Pastora e filho são encontrados mortos na própria casa no Recôncavo Baiano  

3- Moradores denunciam homem nu caminhando por condomínio de Salvador     

4- Pantanal: veja quem são os três filhos de José Leôncio    

5- Concurso tem 1 mil vagas para a Polícia Civil da Bahia    

***

'Vai apurar o quê? Os caras já morreram tudo. Vai trazer os caras do túmulo de volta?' Hamilton Mourã Vice-presidente, após divulgação de áudios do Superior Tribunal Militar (STM) que atestam a prática de tortura na ditadura. Ele acabou denunciado à Corte Interamericana de Direitos Humanos por ironizar as torturas

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas