Clínicas populares têm consultas quase 6 vezes mais baratas que consultórios

salvador
29.04.2021, 05:00:00
Atualizado: 17.05.2021, 11:12:20
Clínica Guri, na Boca do Rio, oferece consultas a partir de R$ 120 (Nara Gentil/CORREIO)

Clínicas populares têm consultas quase 6 vezes mais baratas que consultórios

Consultas com especialistas são encontradas a partir de R$ 49,90 
Hoje, a pauta é sua! Essa matéria foi sugerida à redação do CORREIO pela nossa assinante Nadja Pinto, que inclusive ajudou na apuração. Quer ter informação de qualidade todos os dias e ainda sugerir pautas? Basta assinar o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Instaladas em bairros populares, periféricos ou até mesmo em locais de grande circulação, como a rodoviária, São Marcos, Estação da Lapa e Pituba, clínicas médicas populares oferecem atendimento com preços mais acessíveis em Salvador. Os valores chegam a ser 6 vezes mais  baratos do que em consultórios particulares. 

A média no valor das consultas com clínico geral, por exemplo, varia de R$ 80 a 120, enquanto nos consultórios particulares que cobram mais caro, pode custar até R$ 500. As especialidades que pesam mais no bolso, como endocrinologia, também saem mais em conta nas clínicas populares, onde uma consulta custa, em média, R$ 120 e $ 200. As mais baratas são as odontológicas, que foram encontradas por R$ 49,90 na Clínica Facilita, com unidades em Brotas, Pernambués, Iguatemi e São Marcos. 

Como só 11,04% da população baiana tem plano de saúde, de acordo com dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), a alternativa é a salvação de quem não dispõe do benefício e não quer ou não pode aguardar os prazos do Sistema Único de Saúde (SUS). É justamente esse público, na maioria, que usa os serviços das clínicas populares, segundo o presidente da Associação de Hospitais e Serviços de Saúde do Estado da Bahia (Ashseb), Mauro Adan. Na Bahia, as pessoas que não têm plano somam mais de 13,4 milhões de pessoas.  

A aposentada Dja Barreto, 61 anos, está há mais de 20 anos sem um convênio. Como usava pouco e não tem costume de ir ao médico, preferiu se consultar nas clínicas populares. “Plano de saúde na minha idade é muito caro e, a cada ano, vai aumentando. E também nunca tive paciência para SUS, por isso, sempre fui para médico popular”, explica Dja, que é cliente fiel da Policlínica do Rio Vermelho há dois anos.  

“O preço é acessível, eles fazem muitos pacotes, é perto de casa e não é tão caro, é um preço que dá para pagar, aceita cartão, pode parcelar e eu gosto dos médicos”, acrescenta a aposentada, que só se consulta a cada dois anos. A consulta com ginecologista, que ela fez em dezembro de 2020, foi R$ 140, já o clínico geral, R$ 120. Com o pacote, que dá direito ao exame preventivo, ultrassom mamária e a consulta com o especialista, pagou R$ 300.  

A aposentada ainda fez um plano fidelidade com o laboratório Biocheckup. Válido por um ano e com custo de R$ 120, dá desconto em qualquer exame, sem limitação de número, reduções em contas de farmácias e ainda permite que três pessoas se associem. Essa é uma prática que a Multiclin, na Pituba, também faz. A fidelização - R$ 35 pelo site e R$ 50 presencial - dá mais de 50% de abatimento em consultas e exames. A consulta mais cara, com o neurologista, que sairia por R$ 500, custa R$ 300 com o cartão. Já o ecocardiograma, de R$ 432, fica R$ 170.  

Após pesquisa de preços com as clínicas do bairro, Jaqueline preferiu fazer exames na Clínica Guri, onde trabalha

(Crédito: Nara Gentil/CORREIO)

A estudante de psicologia Sadi Borges, 22, deixou de ter plano de saúde em novembro do ano passado e passou a frequentar clínicas particulares perto de onde mora, em Nazaré e em Brotas. “Precisei cancelar porque ia me mudar, mas voltei para cá [Salvador] e não fiz de novo [o plano de saúde] porque não estava valendo a pena pagar mensalmente R$ 270”, conta Sadi. Ela usava o benefício a cada três meses.  

Hoje, ela tem feito os exames que considera mais importantes, como o clínico geral, ginecologia e endocrinologia. As consultas variam de R$ 80 a 100. “Para mim, é um bom preço, porque tem muito particular que cobra R$ 200. Já usei o SUS mas não faço uso frequente, porque sei das filas e me preocupo com isso, então acabo fazendo particular”, afirma Borges. A variação do preço dos exames em clínicas de bairro popular e nobre chega até R$ 198 (veja valores no final da matéria).  

Assim como Dja e Sadi, a assistente administrativa Jaqueline Soares, 44, está entre mais os 89% da população baiana sem plano de saúde. Para fazer os exames de rotina, ela sempre faz orçamento com as clínicas da região, na Boca do Rio. “Fiz pesquisa de preço nas redondezas, na época que precisei fazer ultrassom de mama, e em outros lugares estava custando R$ 120, R$ 130. Aqui na Clínica Guri saía por R$ 80 à vista”, narra Jaqueline, funcionária da clínica há 23 anos. 

O preço das consultas, a depender da especialidade, varia entre R$ 150 (à vista) e R$ 200. Eles também fazem pacotes de exames, como o ultrassom transvaginal e de mama. Individualmente, eles custam R$ 80 (à vista) e R$ 90 (cartão) e, juntos, R$ 140. Não é o preço que faz Jaqueline fazer seus atendimentos ali. “A gente tem que unir o útil ao agradável, não adianta o médico ser barato e não ser bom. Vi que aqui era melhor porque todos os profissionais são de referência, são acolhedores e dão assistência na hora da consulta e fora”, diz Soares.

O presidente da Ashseb, Mauro Adan, esclarece que os preços nessas unidades conseguem ser mais baratos pela variedade do atendimento, que aceita plano de saúde e particular. “Quem pratica hoje um preço mais competitivo consegue praticar pelo mix, porque atende convênio e particular e consegue angariar um número maior de pessoas. Esse paciente particular entra o dinheiro na hora, diferente do plano, que tem um fluxo financeiro para ser recebido”, pontua Adan.  

Ele sinaliza que as nomenclaturas clínicas “populares” ou “de bairro” não existem mais, porque esses preços competitivos passaram a ser praticados em basicamente todas as regiões da cidade. “Hoje não se fala mais em clínica popular, existem preços competitivos oferecidos para o paciente que não tem plano de saúde que não quer pegar a fila do SUS, e que tem condições de pagar. É um mercado bem estruturado e que está crescendo”, argumenta.  

O presidente da associação informa que um terço do movimento das clínicas e laboratórios particulares é desses pacientes sem plano de saúde e que a tendência é aumentar. “Pela qualidade da instituição de saúde e pelo preço que ela cobra para esse cliente particular, e uma coisa não está relacionada a outra. Quando esse movimento começou, era visto com certo desdém, mas, hoje, tem unidades que praticam preços competitivos e que tem estrutura de excelente qualidade”, prevê Mauro.  

Ele recomenda que essas instituições prezem por uma equipe de médicos cm residência médica, especialistas e que ofereçam um sistema informatizado de atendimento para que o prontuário médico tenha tudo registrado. Além disso, a máxima é agilidade, conforto, boa estrutura e preço de qualidade.  

Centro Médico Três Elementos tem 18 especialidade médicas
Centro Médico Três Elementos tem 18 especialidade médicas (Nara Gentil/CORREIO)
Clínica Guri, na Boca do Rio, dá descontos para pagamentos à vista
Clínica Guri, na Boca do Rio, dá descontos para pagamentos à vista (Nara Gentil/CORREIO)
Centro Médico Três Elementos tem 18 especialidade médicas
Centro Médico Três Elementos tem 18 especialidade médicas (Nara Gentil/CORREIO)
Centro Médico Três Elementos tem 18 especialidade médicas
Centro Médico Três Elementos tem 18 especialidade médicas (Nara Gentil/CORREIO)
Clínica Guri, na Boca do Rio, dá descontos para pagamentos à vista
Clínica Guri, na Boca do Rio, dá descontos para pagamentos à vista (Nara Gentil/CORREIO)
Centro Médico Três Elementos tem 18 especialidade médicas
Centro Médico Três Elementos tem 18 especialidade médicas (Nara Gentil/CORREIO)

O Centro Médico Três Elementos, na avenida Sete de Setembro, é um dos que preza por essas orientações. Fundada em maio de 2018, a unidade conta com 18 especialidades e 45 médicos. A consulta mais barata é com clínico geral, que custa R$ 98, e o exame mais caro é a endoscopia, por R$ 294. “Nossa proposta, com os egressos dos planos de saúde, com as pessoas que perderam emprego, principalmente na pandemia, é acolher esse público da classe B, que vem se juntando com  a C, D e E, em busca de atendimento de saúde amplo, acolhedor, humanizado e a preço justo”, defende a sócia-coordenadora do Centro Médico, Neide Fonseca.  

São cerca de 1.300 atendimentos por mês, entre consultas e exames, e eles não trabalham com plano de saúde. “Fazemos uma pesquisa de mercado na região e, hoje, um plano de saúde paga por uma consulta R$ 120. Então a gente aplica esse mesmo valor ou até menos”. A consulta com um endocrinologista, por exemplo, custa R$ 155, o que normalmente, em consultórios particulares, é encontrada por R$ 400.  

Neide garante que a qualidade do serviço é o mesmo. “Não tem diferença. A doutora Lucélia Magalhães tem uma clínica particular no Hospital da Bahia e a consulta lá é R$ 400, aqui é R$ 118. Nossa intenção é juntar pessoas com o mesmo propósito, de oferecer um serviço de qualidade sem sacrificar o cliente, sem fazer com que ele se sinta lesado e que o atendimento seja rápido, injusto, o que é antiético”, assegura Fonseca. 

No laboratório LPC, que existe há 47 anos e tem 13 unidades em Salvador e Região Metropolitana, a maior parte dos atendimentos ainda é por plano de saúde. “Atendemos empresas privadas, plano de saúde e particular. Plano de saúde equivale a 75% dos nossos atendimentos e nosso público tem dois perfis, tanto nas regiões nobres, como em área popular. Geralmente, eles têm preços competitivos, mas existem pequenas variações a depender da unidade”, diz o diretor-executivo Jaime Lima. Com uma média de 50 mil atendimentos por mês, Lima afirma que busca aplicar os preços aplicados pelo mercado.  

Neide garante que atendimento na Três Elementos tem mesma qualidade que outros consultórios particulares

(Crédito: Nara Gentil/CORREIO) 

Confira preços de exames em diversas clínicas:

Centro Médico Três Elementos (Avenida Sete de Setembro) 
Consulta com clínico geral – R$ 98 
Consulta com psiquiatra, endocrinologista, proctologista e arritmologista – R$ 155  
Consulta com cardiologista – R$ 118 
Pacote consulta com ginecologista + exames preventivo e transvaginal – R$ 247,75 
Ultrassom - de R$ 75 a R$ 166  
Ecocardiograma – R$160 
Endoscopia – R$ 294 
Doppler carótida - R$ 240  

Policlínica do Rio Vermelho  
Consulta com clínico geral: R$ 115 
Exames total (Hemograma completo, glicemia, colesterol [HDL, LDL e total], dosagem de hormônios da tireoide - hormônios TSH e T4 livre, exame de urina tipo 1 e urocultura e coleta de cultura de fezes): R$ 120,24 

Clínica Popularmed (Valéria) 
Consulta: R$ 90 (cartão) ou R$ 80 (à vista) 
Exames total (Hemograma completo, glicemia, colesterol [HDL, LDL e total], dosagem de hormônios da tireoide - hormônios TSH e T4 livre, exame de urina tipo 1 e urocultura e coleta de cultura de fezes): R$ 113  

Clínica Dr Edson Nemi (cardiologista e clínico geral) 
Consulta: R$ 300 

Clínica Amo (Itaigara) 
Consulta: a partir de R$ 250  
Exames: total 124,36 

DNA Laboratório e Genética (Pituba) 
Consulta (clínico geral): R$ 161,80   

Clínica Facilita (Brotas, Pernambues, Iguatemi, São Marcos)
Consulta com clinico geral - R$ 99,90 
Consulta com dentista – R$ 49,90 
Consulta com endocrinologista - 150,00 
Ultrassom - a partir de R$ 99,90 
Eletrocardiograma – R$60 

Clínica Guri (Boca do Rio) 
Consultas – de R$ 120 a R$ 200 
Ultrassom (transvaginal ou de mama) - R$ 80 (à vista) ou R$ 90 (cartão). Pacote com os dois: R$ 140 
Ultrassom morfológico - R$ 160 (à vista) ou R$ 170 (cartão) 
Sumário de urina e urocultura – R$ 20 

Clivale Salvador Shopping  
Consulta (clínico geral): R$ 140 
Exames total: R$ 212,19 
Hemograma Completo 10,00  
Colesterol Total 6,49  
Colesterol Hdl 12,97  
Colesterol Ldl 17,84  
Colesterol Vldl 12,97  
Parasitologico 21,00  
Baerman 4,00  
Urina, Cultura 24,00  
Antibiograma 35,00  
T4 Livre 38,92  
Tsh Ultrasensivel 29,00  

Laboratorio Sabin (Av. Tancredo Neves)  
Exames: Total R$ 295,44  
Hemograma Completo R$ 22,12  
Colesterol Total R$11,91  
Colesterol Ldl R$ 20,59  
Colesterol Hdl R$ 19,17  
Parasitológico De Fezes R$ 27,27  
Cultura De Urina (Urocultura) R$ 70,86  
Rotina De Urina (Urina Tipo 1) R$ 28,36  
T4- Tiroxina Livre R$ 50,54  
Tsh - Tiroestimulante Hormonio R$44,62  

Clínica Lpc (Salvador e RMS)   
Hemograma Completo 12  
Colesterol Total 5,5  
Colesterol Hdl 7,5  
Colesterol Ldl 10,00  
Colesterol Vldl 10,00  
Parasitologico - 12  
Baerman - Incluso No Parasitológico   
Urina, Cultura 65 Com O Antibiograma  
Antibiograma Incluso Na Cultura   
T4 Livre 33,00  
Tsh Ultrasensivel 15,50  
Glicemia 5,50  

Clinica Itapoan Med   
Consulta: R$ 110  
Exames (Total): R$ 115,14  
Bioquimica (Pat. Clinica) 22,40  
Colesterol - Hdl  6,00   
Colesterol - Ldl  6,00   
Colesterol Total 1 6,00   
Glicose (Glicemia)  4,40  
Fezes (Pat. Clinica) 7,00  
Parasitologico De Fezes  7,00   
Hematologia (Pat. Clinica 9,00  
Hemograma Completo  9,00  
Microbiologia (Pat. Clini 27,00  
Antibiograma - Urocultura 7,00  
Urocultura 20,00  
Patologia Clinica 38,30  
T4 - Tiroxina Livre 19,80  
Tsh (Tiroestimulante Hormonio)  18,50  
Urina (Pat. Clinica) 11,44  
Urina Tipo 01 11,44  

*Com a orientação da chefe de reportagem Perla Ribeiro   

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas