Cliques do dia

olhares
14.05.2020, 17:38:17
Atualizado: 14.05.2020, 20:24:30

Cliques do dia

Alagamento em São Cristóvão, toque de recolher em Lauro de Freitas para conter o avanço da contaminação dos moradores por cornavírus, pessoas correndo na orla da Armação, mesmo após os decretos que proíbem a realização de atividade física nesse trecho de Salvador e fiscalização da Guarda Municipal na Pituba.

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Moradores sofrem com os constantes alagamentos em São Cristóvão.
Moradores sofrem com os constantes alagamentos em São Cristóvão. (Arisson Marinho/CORREIO)
Algumas pessoas ainda insistem na prática de atividade física no trecho proibido na orla, entre a Pituba e o novo Centro de Convenções.
Algumas pessoas ainda insistem na prática de atividade física no trecho proibido na orla, entre a Pituba e o novo Centro de Convenções. (Arisson Marinho/CORREIO)
Surfistas foram flagrados na praia de Armação.
Surfistas foram flagrados na praia de Armação. (Arisson Marinho/CORREIO)
A prefeitura de Lauro de Freitas determinou toque de recolher na cidade das 20h às 5h. A medida já começa a valer a partir dessa sexta (15) e tem prazo inicial de dez dias.
A prefeitura de Lauro de Freitas determinou toque de recolher na cidade das 20h às 5h. A medida já começa a valer a partir dessa sexta (15) e tem prazo inicial de dez dias. (Tiago Caldas/CORREIO)
Moradores se arriscavam na rua.
Moradores se arriscavam na rua. (Tiago Caldas/CORREIO)
A Guarda Municipal abordou quem circulava pela área interditada pela prefeitura.
A Guarda Municipal abordou quem circulava pela área interditada pela prefeitura. (Tiago Caldas/CORREIO)

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas