Colégio Adventista vai rescindir contratos com professores sem formação acadêmica

educação
23.06.2022, 15:32:00
(Divulgação )

Colégio Adventista vai rescindir contratos com professores sem formação acadêmica

Unidade da Liberdade precisou entrar em acordo com o Ministério Público

O Colégio Adventista do bairro da Liberdade vai rescindir os contratos com os professores que ensinam na instituição, mas não possuem formação acadêmica exigida para atuar com as turmas do Ensino Médio. O fim dos contratos ocorrerá até o fim do primeiro semestre letivo.

A instituição foi procurada pelo Ministério Público estadual (MP-BA) e assinou um Termo de Ajustamento de Conduta, se comprometendo a regularizar a situação.

Proposto pela promotora de Justiça Thelma Leal, o acordo solicita a contratação de docentes substitutos, com formação acadêmica exigível para evitar prejuízos aos estudantes. Isso porque, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, orienta contratação de professores com formação em nível superior, com licenciatura plena. A formação em nível médio só é aceita para educação infantil e cinco primeiros anos do ensino fundamental. 

O CORREIO entrou em contato com as instituições envolvidas, mas não foi atendido. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas