Com cinco baixas, Preto terá 11 dias até jogo contra o Palmeiras

e.c. bahia
01.10.2017, 17:24:00
Eduardo volta ao time após suspensão. Já Allione não pode atuar contra o Palmeiras (Foto: Felipe Oliveira/ Divulgação ECBahia)

Com cinco baixas, Preto terá 11 dias até jogo contra o Palmeiras

Thiago Martins, Matheus Sales, Allione, Tiago e Edson não poderão jogar contra a equipe paulista no dia 12 de outubro

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Encontrar um torcedor tricolor satisfeito com o futebol apresentado pelo Bahia atualmente é missão pra lá de difícil. Pra constatar isso, basta prestar atenção nas reclamações da galera da arquibancada. No último sábado (30), o empate em 1x1 com o vice-lanterna Coritiba, na Fonte Nova, irritou quem foi ao estádio esperançoso em ver o Bahia jogar redondinho contra um adversário que não vencia havia seis rodadas, agora sete.

Com 31 pontos, o Bahia vive ameaçado pela zona de rebaixamento, onde já esteve na 10ª rodada. A instabilidade na tabela de classificação é resultado da má campanha durante quase todo o campeonato.

Primeiro treinador a comandar o Bahia no Brasileiro, Guto Ferreira esteve à frente do time em três partidas antes de se transferir para o Internacional. Venceu uma vez, perdeu outras duas e teve um aproveitamento de 33%. Jorginho comandou 14 jogos: quatro triunfos, seis empates, quatro derrotas e 38% de aproveitamento.  

No cargo há nove jogos, o técnico Preto Casagrande já escutou o côro de “Adeus, Preto!” e está em dívida. Ele coleciona três triunfos, três empates e três derrotas. Os números não são bons e, mesmo questionado, Preto ainda é o treinador com melhor aproveitamento à frente do Bahia esse ano: 44%. Apesar disso, o Bahia está pior do que no primeiro turno, quando após sete rodadas tinha conseguido somar 10 pontos. Único técnico do returno, Preto somou apenas oito pontos em sete jogos. 


Mantido no cargo, Preto Casagrande terá tempo para ajustar o time. O próximo jogo é no dia 12 de outubro, contra o Palmeiras, às 21h, no Pacaembu. São 11 dias para preparar o tricolor e encontrar os substitutos para as baixas. 

O Bahia terá pelo menos cinco desfalques para enfrentar a equipe paulista. Thiago Martins, Matheus Sales e Allione estão emprestados ao Bahia pelo Palmeiras e, por contrato, não podem atuar. Além deles, Tiago e Edson levaram o terceiro cartão amarelo e estão suspensos. 

Em compensação, o lateral-direito Eduardo e o zagueiro Lucas Fonseca voltam a ficar à disposição após cumprirem suspensão. Gripado, o zagueiro Eder foi vetado do jogo contra o Coritiba, mas deve estar recuperado para o jogo contra o Palmeiras. Ele, Rodrigo Becão e Everson são as opções para formar dupla de zaga com Lucas. Quem também tem chance de voltar ao time é o volante Renê Júnior, que se recupera de uma lesão na coxa. O elenco folgou neste domingo (1).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas