Com gol de Samuel, Vitória bate Bahia no 1º Ba-Vi e encerra jejum

ba-vi
13.03.2021, 17:53:00
Atualizado: 14.03.2021, 20:15:06
Gabriel Santiago e Samuel comemoram gol do centroavante no primeiro clássico da temporada (Paula Fróes/CORREIO)

Com gol de Samuel, Vitória bate Bahia no 1º Ba-Vi e encerra jejum

Leão não vencia o tricolor no Barradão desde 2017

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Leão rugiu mais alto no primeiro clássico Ba-Vi de 2021. Na tarde deste sábado (13), o Vitória desbancou o rival Bahia e venceu por 1x0, no Barradão, pela 3ª rodada da Copa do Nordeste.

O garoto Samuel, 20 anos, estreante em Ba-Vis como profissional, marcou o único gol do jogo. O triunfo rubro-negro quebrou o jejum de quatro anos sem vencer o rival em casa. De quebra o Vitória ainda chegou aos seis pontos no grupo B do Nordestão.

Já o Bahia, que está no grupo A, estaciona nos quatro pontos com a derrota. As duas equipes voltam a se encontrar na próxima quarta-feira (17), às 18h, em Pituaçu, dessa vez pelo Campeonato Baiano.

AMARRADO 
Quem esperou o Leão com estreias na largada teve que esperar um pouco mais para ver os reforços em campo. Rodrigo Chagas repetiu o time dos últimos jogos e deixou os recém-contratados Walter, Wesley Pionteck e Roberto no banco. 

Pelo lado tricolor, Dado Cavalcanti aprontou surpresas e entrou com João Pedro no meio-campo e Juninho Capixaba na lateral esquerda. Quando a bola rolou, o que se viu foi um Bahia marcando recuado, deixando a bola com o Vitória e tentando a transição rápida. Estratégia que não foi bem executada na primeira etapa. 

Apesar da maior posse de bola, o Vitória apresentava muita dificuldade para construir as jogadas e penetrar na área adversária. Em um primeiro tempo de poucas emoções, a melhor chance até os 30 minutos foi a cabeçada do zagueiro tricolor Juninho que Lucas Arcanjo estava atento e fez a defesa. 

Depois da parada para hidratação, o Vitória voltou melhor. Aos 34 minutos, David arriscou de fora da área, Douglas bateu roupa e Samuel quase pegou o rebote, mas Patrick conseguiu cortar e evitou o gol rubro-negro, na primeira boa chegada do Leão na partida.

David e Patrick em disputa de bola no primeiro tempo
(Foto: Paula Fróes/CORREIO)

DEU LEÃO
Os dois times voltaram do intervalo com as mesmas formações, porém com posturas diferentes. Com apenas quatro minutos, Vico recebeu lançamento e ia sair livre quando foi atrapalhado por Capixaba e perdeu a chance da finalização. 

A resposta do Bahia quase viria em um golaço de Rossi, que emendou um voleio depois do escanteio e a bola foi para fora. Com o Esquadrão mais avançado, o Vitória passou a encontrar espaços na defesa tricolor. A insistência deu certo. 

Aos 12 minutos, Gabriel Santiago carregou com liberdade pelo meio e tocou para Samuel. Na entrada da área, Lucas Fonseca marcou à distância e o camisa 9 mandou uma bomba no canto direito de Douglas, abrindo o placar para o Vitória.

Foi só tomar o gol para Dado Cavalcanti começar a mexer por atacado na sua equipe, primeiro com a entrada de Daniel no lugar de João Pedro, que não fazia boa partida desde o primeiro tempo. Pouco depois Matheus Bahia e Thiago também entraram em campo, numa tentativa de colocar o lado esquerdo ofensivamente no jogo - saíram Juninho Capixaba e Gabriel Novaes. As chances para o empate apareceram pelo alto, mas Rodriguinho e Gilberto desperdiçaram. 

Do outro lado, Rodrigo Chagas aproveitou para promover a estreia do atacante Wesley Pionteck no lugar do artilheiro da tarde. Na sequência, povoou o meio-campo com o volante Guilherme Rend no lugar do atacante Vico.

O Leão seguiu tranquilo na partida e até criou chance para fazer o segundo, mas acabou parando na defesa do Bahia. O tempo foi passando, o cenário não se alterou e o rubro-negro esperou o apito final para comemorar a vitória no primeiro clássico da década.


FICHA TÉCNICA
Vitória 1x0 Bahia - Copa do Nordeste - 3ª rodada
 

Vitória: Lucas Arcanjo, Van (Cedric), João Victor, Wallace e Pedrinho; Gabriel Bispo, João Pedro e Gabriel Santiago (Ygor Catatau); Vico (Guilherme Rend), Samuel (Wesley Pionteck) e David. Técnico: Rodrigo Chagas.

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Juninho Capixaba (Matheus Bahia); Patrick (Marco Antônio), João Pedro (Daniel) e Rodriguinho; Rossi (Alesson), Gilberto e Gabriel Novaes (Thiago). Técnico: Dado Cavalcanti. 

Local: Barradão
Gol: Samuel, aos 12 minutos do 2º tempo
Cartões amarelos: Gabriel Bispo, Gabriel Santiago (Vitória); Patrick (Bahia)
Cartão vermelho: Rossi (Bahia, após ser substituído)
Arbitragem: Wagner Reway, auxiliado por Oberto da Silva Santos e Kildenn Tadeu Morais de Lucena (trio da Paraíba)

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas