Com mais do dobro de vagas, creche é reinaugurada em Fazenda Grande do Retiro

salvador
04.02.2020, 15:07:00
Atualizado: 04.02.2020, 15:10:23
((Foto: Max Haack/Secom))

Com mais do dobro de vagas, creche é reinaugurada em Fazenda Grande do Retiro

Inauguração marcou início do ano letivo da rede municipal de ensino

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O ano letivo de 2020 na rede municipal de ensino teve o seu início oficial nesta terça-feira (4) e já com novidades para pais e alunos da região da Fazenda Grande do Retiro. O bairro recebeu o Projeto Volta às Aulas Nota 10 que, além de marcar o começo das atividades escolares, contou também com a inauguração do novo Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Yolanda Pires, que foi reconstruído.

Pais de alunos e responsáveis que sonhavam em ter o espaço escolar de volta, após demolição da antiga unidade, participaram da cerimônia de inauguração ao lado do prefeito ACM Neto, do vice-prefeito e secretário de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Bruno Reis, e do secretário municipal de educação (Semd), Bruno Barral.

E eles têm um bom motivo para celebrar, pois a nova unidade receberá mais crianças para que eles possam trabalhar tranquilamente. Antes com apenas 100 vagas, o espaço agora tem condição de receber cerca de 235 alunos, entre 2 a 5 anos, durante o ano.

A estrutura do novo equipamento também foi modificada. O que antes era construído com base em pré-moldados, se tornou um prédio de dois andares, construído numa área de 1.113 m², com um investimento total em torno de R$ 3,6 milhões.

São 28 novos espaços, onde serão implantadas salas para coordenação, secretaria, diretoria, sala dos professores, salas de aula, depósito de material didático, brinquedoteca, atividades diversas, parque infantil, solário, refeitório, cozinha, triagem de alimentos, depósito de merenda, lavanderia, depósito de material de limpeza, sanitários para alunos, professores, funcionários, além de equipamentos equipados para pessoas com deficiência, como plataforma elevatória para duas pessoas e guarita.

De acordo com ACM Neto, 2020 tem tudo para ser um ano de mudanças para a rede de ensino municipal. Isso porque, segundo ele, a prefeitura vai inaugurar, nas próximas 17 semanas, uma escola por semana, totalizando cerca de 15 novas unidades entregues pela prefeitura até o final do ano.  

“Tenho certeza que com o comprometimento da nossa rede municipal de ensino, vamos iniciar um belo ano em 2020, para fechar com chave de ouro todo esse trabalho que estamos fazendo desde 2013, que é a reconstrução da educação pública em Salvador. Quero desejar toda sorte do mundo a todos os professores e funcionários deste novo centro, que terão a missão de cuidar das nossas crianças e preparar o futuro da nossa cidade”, afirmou o prefeito.

(Foto: Max Haack/Secom)

Bruno lembrou de quando esteve na antiga escola Yolanda Pires no momento de sua demolição para o início das obras. Segundo ele, ao chegar no dia da inauguração e poder ver de perto todo o esforço aplicado, a sensação é de dever cumprido.

"Estive aqui no início da demolição. Agora, posso ver que esse grande equipamento que vai atender 235 crianças desta região. A gente chega hoje com a certeza e convicção de que vale a pena o nosso trabalho. É muito gratificante estar aqui hoje e poder contribuir para o presente e o futuro dessas crianças. Educação se faz com aplicação de recursos e nós aplicamos R$ 3,6 milhões", disse.

Já Bruno Barral detalhou como era o cenário visto na antiga escola antes da intervenção feita pela prefeitura. Segundo ele, se tratava de um local insalubre para os profissionais que trabalhavam no local e para as crianças que ali estudavam.

"Quando viemos demolir a antiga escola, notamos que havia muita infiltração nas paredes, cheiro de mofo, algo totalmente insalubre para essas crianças. Essa comunidade merece uma condição digna para uma escola, e essas crianças merecem uma escola que não deixa nada a desejar para uma escola particular de Salvador, totalmente reformada, com salas com ar-condicionado, uma merenda digna", pontuou o secretário.

Após a cerimônia de inauguração, houve a entrega de kits escolares que serão utilizados pelos alunos em 2020, como fardamento, material didático e pedagógico. Entre os itens entregues estão os materiais Nossa Rede (Educação Infantil, Ensino Fundamental Anos Iniciais e Ensino Fundamental Anos Finais), diários de classe, Organizador Pedagógico, livros de Inglês do 1º ao 5º ano, Revista Coquetel para alunos do 1º, 2º, 3º anos e Educação de Jovens e Adultos – EJA I, o livro Pertencimento Ambiental para alunos do grupo 4, livros Aprova Brasil para alunos do Ensino Fundamental e os materiais esportivos de basquete do Projeto Gibi. 

Mães
Ao lado do pequeno Benjamin, de 2 anos, a manicure Ivonia Rocha, de 42, acompanhou a inauguração atentamente aos detalhes da nova creche do filho. Segundo ela, a obra possui uma estrutura surpreende.

“Fiz questão de visitar todos os cômodos e pude constatar que ficou maravilhosa a estrutura, bem organizada. Espero que continue assim, pois tenho muita expectava, é o primeiro ano do meu filho e estou muito contente em ter conseguido matriculá-lo aqui, perto de casa. Ele gostou muito e espero que se acostume rápido. Além da estrutura, nossas crianças ainda podem contar com um material escolar novinho, é uma grande ajuda”, contou.

Ivonia conheceu nova creche onde seu filho Benjamin vai estudar
(Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

Já a vendedora Cristina da Conceição, 35, mãe dos pequenos Matheus e Flaviane, de 5 e 2 anos, respectivamente, disse que aguardava a inauguração da nova creche ansiosamente. Para ela, é um motivo de felicidade poder contar com um equipamento completamente reconstruído no bairro para atender as crianças.

“É um motivo de felicidade mesmo. Podemos ver e acompanhar a reconstrução da creche. Temos que parabenizar os envolvidos porque ficou muito bonita mesmo. Eles cumpriram e prometeram, entregaram algo completamente novo para nós. Agora poderemos trabalhar sem preocupação, pois nossos filhos estão num local seguro”, disse a vendedora, ao lado dos dois filhos.

Cristina acompanhou de perto construção de nova creche dos filhos
(Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

A costureira Karine Simone Teles, 42, também esteve na creche com sua filha Ana Vitória, 5. As duas aproveitaram para conhecer todos os espaços e fazer elogios à estrutura.

“Minha filha já estuda aqui desde o primeiro ano, a educação sempre foi de primeira qualidade. Agora ela está no último ano e vai ter a creche toda reformada desse jeito. A minha esperança é que seja melhor ainda. A diretora Claudia é como uma mãe para essas crianças. É um privilégio para elas estudarem numa escola nesse padrão, que não deve nada a nenhuma da rede particular. Ficou muito bonita mesmo”, afirmou.

Karine e Ana Vitória conheceram cada espaço da nova creche
(Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

Segundo a prefeitura, outras 15 unidades escolares estão sendo reconstruídas pela Prefeitura, por meio de recursos municipais e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que totalizam R$ 96 milhões. Com esse investimento, espera-se ampliar a assistência à Educação Infantil e permitir aos pais que possam trabalhar, enquanto deixam os seus filhos nas creches.

*Com supervisão do chefe de reportagem Jorge Gauthier

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas