Com R$ 110 bi na conta, jogador mais rico do mundo assina com time português

em alta
24.09.2020, 08:53:03
(Foto: Reprodução)

Com R$ 110 bi na conta, jogador mais rico do mundo assina com time português

Faiq Bolkiah é herdeiro de uma das famílias mais ricas do mundo

Não é Neymar, Messi ou Cristiano. O jogador de futebol mais rico do mundo se chama Faiq Bolkiah, com uma fortuna avaliada em US$ 20 bilhões (R$ 110 bi), 43 vezes mais que o patrimônio de CR7.

A diferença é que toda a grana de Faiq não é oriunda do futebol, mas de herança. Apesar de ter nascido em Los Angeles, nos Estados Unidos, o meia-atacante de 22 anos é membro da família real de Brunei, no sudeste asiático, que tem cerca de 460 mil habitantes e grandes reservas de petróleo e gás natural.

Seu pai, Jefri, é príncipe do país e ocupou o cargo de ministro da Economia durante 12 anos. Já um dos seus tios, Hassanal, é o sultão bruneano desde 1968 e chegou a contratar Michael Jackson para cantar em seu aniversário de 50 anos — um evento público que reuniu 60 mil pessoas.

Com todo esse suporte familiar, Faiq agora assinou com o português Marítimo, time de Funchal, principal cidade da Ilha da Madeira - terra natal de Cristiano Ronaldo.

Antes de Portugal, no entando, ele passou pelas categorias de base de dois gigantes ingleses, Arsenal e Chelsea. Desde 2016, era jogador do Leicester. E, mesmo já tendo idade e contrato de profissional, jamais foi aproveitado na equipe adulta.

A transferência para o Marítimo é uma tentativa de Bolkiah de conseguir construir uma carreira um pouco mais normal, apesar dos bilhões que recheiam sua conta corrente e dos incontáveis imóveis que estão em seu nome.

Na equipe portuguesa, ele terá vários companheiros brasileiros, como o lateral direito Cláudio Winck (ex- Internacional), o lateral esquerdo Marcelo Hermes (ex-Grêmio e Cruzeiro) e o atacante Rodrigo Pinho, que passou pelo Madureira e é ídolo na ilha de Cristiano Ronaldo.

"Estou muito satisfeito por estar aqui e ter tomado esta decisão. Tenho a certeza que este é o clube certo para mim e para a minha carreira. Os meus objetivos passam por dar sempre o melhor de mim em cada treino e em cada jogo, evoluir e ajudar a equipa naquilo que for preciso", disse o jogador, durante sua apresentação.

O Marítimo chegou a flertar contra o rebaixamento na temporada passada, mas terminou o Português em uma confortável 11ª colocação. Já neste ano, estreou com derrota por 2 a 0 para o Santa Clara, fora de casa, no último domingo.

Provavelmente ainda sem a presença do seu bilionário reforço, o time da Ilha da Madeira volta a campo neste sábado. O adversário será o Tondela.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas