Com retorno de Régis, tricolor se prepara para a final da Copa do Nordeste

e.c. bahia
22.05.2017, 20:07:00

Com retorno de Régis, tricolor se prepara para a final da Copa do Nordeste

Duelo diante do Sport será quarta (24), ás 21h45, na Fonte Nova
Régis treinou nesta segunda-feira (22), no Fazendão
(Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Título é decidido no detalhe. Então, olhos bem atentos na semana mais importante da temporada até aqui. Na quarta-feira (24), o Bahia tem a chance de erguer a taça da Copa do Nordeste, contra o Sport. O duelo será às 21h45, na Fonte Nova. 

Como o jogo de ida terminou empatado em 1x1,  basta ao Esquadrão um empate sem gols para conquistar o troféu.

Nesta segunda-feira (22), os jogadores que foram titulares na derrota por 2x1 diante do Vasco, domingo, ficaram na academia. Eles fizeram fisioterapia, utilizaram piscina aquecida e barris de gelo para acelerar a recuperação física.

Na ladeira do Fazendão, mais atenção para cada atleta que descia para o campo. Todos lá: reservas - contando com alguns dos principais atletas do elenco, que foram poupados para esse jogo - e peças importantes como o meia Régis. 

Recuperado de lesão na coxa, o camisa 20 fez um rápido trabalho em campo e foi poupado. Ele, que estava suspenso para o jogo de ida, na Ilha do Retiro, já havia garantido que estaria em campo no dia da decisão, na Fonte Nova. Outro que treinou ao lado dele foi o zagueiro Lucas Fonseca, que nem viajou para o Rio.

Os meias Allione e Zé Rafael, e o atacante Edigar Junio, que foram para o banco contra o Vasco e entraram no decorrer da partida, também treinaram normalmente e estão prontos para o jogo de quarta.

O técnico Guto Ferreira não adianta quem vai a campo, mas a única dúvida é quem ocupará a lateral-esquerda: Armero ou Matheus Reis. 

A tendência é que o time vá a campo com Jean, Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Armero (Matheus Reis); Renê Júnior, Edson, Régis, Allione e Zé Rafael; Edigar Junio. Para o jogo, os únicos desfalques são o atacante Hernane, o lateral Wellington Silva e o zagueiro Jackson, todos machucados. 

Foco
O meia Allione carrega no rosto a concentração de um finalista. Na sala de imprensa do Fazendão, evitou provocações ao adversário e dispensou recado de incentivo ao torcedor tricolor. 

“Não sei se precisa deixar mensagem, porque eles já estão com confiança. Lotarão o estádio, porque acreditam na gente. Nosso grupo é forte e vai dar o melhor dentro de campo para ser campeão e conquistar essa taça na Fonte Nova–, afirmou o argentino.

“A responsabilidade é a mesma. O Bahia é um time grande que sempre precisa dos resultados”, completou. A torcida do Bahia esgotou os 42.516 ingressos colocados à venda para a final.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas