Com técnico e elenco renovados, Vitória estreia hoje no Baianão

e.c. vitória
16.01.2022, 05:00:00
Jadson é o camisa 10 rubro-negro; na foto é marcado pelo zagueiro Alisson (Pietro Carpi/EC Vitória)

Com técnico e elenco renovados, Vitória estreia hoje no Baianão

Sem vencer o estadual há quatro anos, Leão encara a Juazeirense, às 16h, no Barradão

Hoje é dia de matar a saudade. Depois de um mês e meio, os rubro-negros voltarão a ver o time do coração em campo neste domingo (16), quando o Vitória estreia na temporada às 16h, contra a Juazeirense, no Barradão, pelo Campeonato Baiano. Com técnico e elenco novos, o Leão vai apresentar seu cartão de visitas a no máximo 3 mil torcedores, devido ao novo decreto do governo do estado que limita a quantidade de público nos estádios. O clube decidiu disponibilizar os ingressos apenas para sócios.

Dado Cavalcanti vai mostrar o que conseguiu preparar em 13 dias de pré-temporada. Além do curto prazo de treinamento, o novo técnico ainda teve que lidar com as baixas provocadas pelo surto de covid-19 que o clube enfrentou nesta semana. Sete jogadores testaram positivo, estão isolados e fora da estreia: o goleiro Caíque, os zagueiros Mateus Moraes e Carlos, o volante Alan Santos e os atacantes David, Dinei e Jefferson Renan.

Segundo o coordenador médico rubro-negro, Ivan Carilo, estes jogadores passarão por nova testagem na segunda-feira e só depois serão reintegrados ao grupo. Em outros cargos no departamento de futebol, 11 membros foram infectados.

Inicialmente foram diagnosticados os auxiliares Ricardo Silva e Pedro Gama, os preparadores Leonardo Fagundes e Rodrigo Santana, os treinadores de goleiro Itamar Ferreira e Victor Muller (base), além de Willian Jesus, que trabalha no setor de inteligência, e do diretor de futebol Alex Brasil. Posteriormente, os preparadores físicos Júlio César Sacramento e Jeferson Queiroz, ambos das divisões de base, e o fisiologista Rafael Daltro também contraíram coronavírus.

“Vamos trabalhar em cima das adversidades, equacionar os problemas que temos de escalação, de escolha de atletas, principalmente de entender quem são os melhores jogadores para o momento, do ponto de vista técnico, tático e físico principalmente, para escolher as peças certas para iniciar o jogo e depois os outros que vão entrar no decorrer para nos ajudar”, afirmou Dado Cavalcanti.

Dos 14 recém-contratados, ele só não contará com Jefferson Renan e Alan Santos, e a tendência é que o torcedor veja muitas caras novas em campo. No único jogo-treino da pré-temporada, disputado na quarta-feira contra a equipe sub-20, Dado Cavalcanti escalou sete reforços.

Do time titular que encerrou a Série B no ano passado com a derrota por 1x0 para o Vila Nova, no Barradão, que selou o rebaixamento à terceira divisão nacional, somente o goleiro Lucas Arcanjo e o meia Eduardo foram mantidos. Os dois começam esta temporada com moral, especialmente Eduardo, citado por Dado durante a semana em um raro momento de elogio individualizado. Ele está com nova função e vai atuar como ponta esquerda.

A camisa 10 e a missão de armar os atacantes será primordialmente de Jadson. O veterano de 38 anos tem o currículo mais recheado do elenco e é a principal contratação do clube no ano.

O time escalado no jogo-treino tende a ser o que vai iniciar contra a Juazeirense: Lucas Arcanjo, Alemão, Alisson Cassiano, Marco Antônio e Salomão; João Pedro, Pablo e Jadson; Roberto, Guilherme Queiroz e Eduardo.

Sem vencer o estadual – e qualquer competição - há quatro anos, o Vitória quer acabar com o jejum de títulos este ano. O Leão foi campeão em 2017 em cima do Bahia e não coloca a mão na taça desde então. Em 2018, foi vice-campeão diante do maior rival e em 2019, 2020 e 2021 não conseguiu sequer passar da fase classificatória. No ano passado, o fracasso custou a vaga na Copa do Nordeste 2022.

Juazeirense
Adversário do Vitória na estreia, a Juazeirense tenta dar o passo a mais após ter se firmado como um clube de trabalho sólido no interior baiano. Semifinalista em três das quatro últimas edições (2018, 2020 e 2021), o Cancão confia ao técnico Francisco Diá o desafio de colocar o time na inédita final.

A equipe fez três amistosos na pré-temporada, com vitória de 4x0 sobre o Crato-CE em casa e derrotas para Lagarto (1x0) e Itabaiana (2x1) em uma excursão a Sergipe. Em meio à renovação ocorrida no elenco do ano pasado para cá, destaques como o goleiro Calaça, o volante Patrik e o meia Clebson seguem na Juazeirense, mas este último está machucado e não enfrenta o Vitória.

Uma possível escalação tem: Calaça, Rodriguinho, Ramón, Wendell e Thalison; Tibiri, Patrik e Deizinho; Elias, William Anicete e Dênis.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas