Começam a surgir os candidatos à presidência do Vitória

bate-pronto
11.03.2019, 06:00:00
Atualizado: 11.03.2019, 12:46:16

Começam a surgir os candidatos à presidência do Vitória

Por Editoria de Esporte

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A possibilidade do Vitória antecipar suas eleições de setembro para maio fez com que os bastidores do clube fervilhassem. De imediato, possíveis candidaturas à presidência foram discutidas. O grupo formado por ex-presidentes do clube, como Alexi Portela Jr., Adhemar Lemos e Paulo Carneiro deve seguir unido, assim como na última eleição, restando definir o candidato. Manoel Matos, que concorreu em 2017, larga na frente, mas Fábio Motta é outro nome forte. Paulo Carneiro, porém, não descarta uma candidatura solo em caso de divergência com os demais membros. Nos últimos dias, alguns conselheiros fizeram campanha para que o empresário Marcelo Brito, dono da Salvador Produções, também se lançasse ao pleito, como uma escapatória aos sócios que não quisessem o retorno de antigos mandatários ao clube.

Paulo Carneiro volta para o Conselho
Com a possibilidade real de eleições antecipadas no Vitória para o mês de maio, o ex-presidente Paulo Carneiro obteve um importante triunfo na Justiça, que determinou que ele seja reincorporado ao Conselho Deliberativo do Leão como conselheiro nato. Segundo o estatuto do clube, Carneiro tem direito a uma vaga vitalícia no Conselho por ter sido presidente. No entanto, ele acabou expulso em 2009 depois que trabalhou no Bahia como diretor de futebol. Ele já havia obtido o mesmo resultado em novembro de 2016, também às vésperas de uma eleição, na qual concorreu como candidato à presidência. Depois o clube recorreu e ele acabou novamente afastado.

Bahia é multado por plotagem...
A plotagem do escudo do Bahia em um monumento em formato de berimbau, localizado no Dique do Tororó, virou alvo de polêmica. Depois de viralizar nas redes sociais na noite de sábado, o material foi retirado por agentes da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), na manhã de ontem. De acordo com o órgão, a plotagem não tinha autorização para ser colocada no local. O Bahia vai ser autuado pela Sedur.

...e não se manifesta
A diretoria do Bahia não se posicionou oficialmente sobre o tema. Procurado pelo CORREIO, o Esquadrão também não confirmou se o material foi instalado pelo próprio clube. O berimbau em que o escudo foi plotado era usado como relógio e fazia a contagem regressiva para o início da Copa do Mundo do Brasil, disputada em 2014. O monumento fica bem na frente da Fonte Nova, estádio que recebeu partidas do Mundial.

Livro sobre o título do Bahia de 1959
O jornalista e radialista Antônio Matos lançará, no dia 29 de março, às 18h30, na Fonte Nova, o livro ‘Heróis de 59’, que narra a conquista do título da Taça Brasil, a primeira conquista nacional do Bahia. A façanha completará 59 anos no dia do lançamento, já que a final foi disputada só em 1960.

Feijão no Olímpia?
Sem clube desde que deixou o CRB no final do ano passado, o volante Feijão, revelado pelo Bahia, está mantendo a forma no Olímpia, clube fundado pelo meia Anderson Talisca e que disputa a Série B do Campeonato Baiano. Apesar da presença, a tendência é que o jogador acerte com outra equipe.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas