Companhias aéreas mudam rotas por possíveis ataques de mísseis na Síria

mundo
11.04.2018, 12:25:18
Atualizado: 11.04.2018, 12:41:11
(AFP)

Companhias aéreas mudam rotas por possíveis ataques de mísseis na Síria

Air France informou mudança em planos de voo para destinos como Beirute e Tel Aviv

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

As principais companhias aéreas da Europa mudaram a rota de seus voos nesta quarta-feira (11) após um alerta da Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA) sobre um possível ataque militar à Síria. A maioria das companhias aéreas internacionais já não voam para Damasco desde o início da guerra civil síria há mais de sete anos.

Em resposta ao comunicado, a Air France foi uma das companhias que informou sobre a mudança de seus planos de voo para destinos como Beirute e Tel Aviv. A agência europeia citou o risco de “interrupção intermitente de equipamentos de radionavegação” para voos comerciais na região em caso de ação militar.

Várias capitais ocidentais ponderam a possibilidade de bombardear a Síria em resposta a um suposto ataque químico que matou cerca de 40 pessoas no último sábado no enclave rebelde de Duma, perto de Damasco.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, alertou nesta quarta-feira que “os mísseis norte-americanos atingirão” a Síria.


 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas