Conheça a vida e trajetória do Príncipe Philip, marido da Rainha Elizabeth II

mundo
09.04.2021, 08:42:38
Atualizado: 09.04.2021, 09:11:12
Philip e Elizabeth durante a coroação dos dois, em 1952 (Foto: Divulgação)

Conheça a vida e trajetória do Príncipe Philip, marido da Rainha Elizabeth II

Duque de Edimburgo morreu nesta sexta-feira

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Morto nesta sexta-feira (9), o Príncipe Philip, Duque de Edimburgo, nasceu em 10 de junho de 1921, na ilha grega de Corfu. Ele era o único filho do Príncipe André da Grécia e Dinamarca e da Princesa Alice de Battenberg. 

Ainda bebê, sua família fugiu para Paris após o rei da Grécia, tio de Philip, ser forçado a abdicar do trono. Philip foi carregado para o barco dentro de um berço feito de uma caixa de laranja.

A família dele, no entanto, ficou pouco tempo na França e Philip aos 7 anos mudou-se para a Inglaterra, onde morou no Palácio de Kensington, hoje residência do Príncipe William. 

Aos 18 anos, Philip ingressou na Marinha Real Britânica e graduou-se no Britannia Royal Naval College como um dos melhores cadetes. 

Sua carreira militar foi longa. Ele batalhou do Oceano Índico ao Mar Mediterrâneo e, em 1945, no final da Segunda Guerra Mundial, ele estava na Baía de Tóquio quando os japoneses se renderam, colocando um ponto final no conflito.

Philip Mountbatten, como era conhecido na época, conheceu sua prima Elizabeth em 1934 durante um casamento da família. Os dois são tataranetos da Rainha Vitória.

Em 20 de novembro de 1947 os dois se casaram na Abadia de Westminster, em Londres. Foram cerca de 2 mil convidados e outras 200 milhões de pessoas ouvindo atentamente a cerimônia pelo rádio.

Antes do casamento, Philip escreveu em uma carta paraa Elizabeth: "Ter sido poupado na guerra e visto a vitória, ter tido a chance de descansar e me reajustar, ter me apaixonado completamente e sem reservas, torna tudo pessoal e até mesmo os problemas do mundo parecem pequenos e mesquinhos."

Philip renunciou ao título real grego e tornou-se cidadão britânico. O pai de Elizabeth, o rei George VI, também lhe deu um novo título: o duque de Edimburgo.

Dois anos depois do casamento, o casal mudou-se para Malta, onde Philip assumiu o comando de um encouraçado, o último comando ativo em sua carreira militar. 

Príncipe sempre teve orgulho de sua carreira militar (Foto: Reprodução)

Tudo mudou quando o rei George VI morreu em 1952, forçando Elizabeth a assumir o trono. A partir daquele momento, ele se tornou o "consorte" da rainha, título dado ao companheiro oficial do monarca.

Ele se aposentou da vida pública em agosto de 2017, por conta de problemas de saúde.

Depois de se aposentar da vida pública em agosto de 2017. A alteza voltou a aparecer nos noticiários após bater seu carro perto de Sandringham Estate em janeiro de 2019. Ele enviou uma carta de desculpas a uma mulher no outro veículo que ficou ferida no acidente.

Os últimos anos de sua vida foram marcados por problemas de saúde e internações. Em fevereiro deste ano, após um mal-estar, ele ficou um mês em um hospital de Londres.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas