CPI da Covid: entre bombas e ‘sabão’

entrelinhas
02.10.2021, 05:00:00

CPI da Covid: entre bombas e ‘sabão’

Notícias que marcaram a semana

A semana na CPI da Covid foi tensa. Entre depoimentos bombásticos e muitas discussões, uma das cenas mais marcantes foi do senador Fabiano Contarato (Rede-ES), na quinta-feira (30), que confrontou o empresário bolsonarista Otávio Fakhoury por conta de um ataque homofóbico que sofrera no Twitter. Foi um emocionado desabafo contra o preconceito. 

"Eu aprendi, senhor Otávio, que a orientação sexual não define o caráter, que a cor da pele não define o caráter, que o poder aquisitivo não define o caráter", disse o senador. "A sua família não é melhor do que a minha", afirmou.

No dia 12 de maio deste ano, Contarato, ao publicar uma mensagem no Twitter na qual defendia a prisão do ex-secretário de Comunicação do governo Jair Bolsonaro Fabio Wajngarten, que também prestou depoimento no colegiado, o senador errou a grafia da palavra "flagrancial" e escreveu "estado fragrancial configurado".

Fakhoury então republicou a mensagem de Contarato no Twitter com ofensas ao parlamentar por causa da orientação sexual do senador "O delegado, homossexual assumido, talvez estivesse pensando no perfume de alguma pessoa ali daquele plenário... Quem seria o 'perfumado' que lhe cativou?", afirmou o empresário. 

"Essa dor é incomensurável, não tem dinheiro que pague isso. Eu estou expondo mais uma vez minha família, meus filhos, meu esposo para que outros não passem pelo que eu passei", disse o parlamentar. A intervenção fez o empresário pedir desculpas ao senador. 

Na terça-feira (28), o depoimento da advogada Bruna Morato, que representa 12 médicos da Prevent Senior, foi bombástico. Ela relatou uma rotina de ameaças a médicos da operadora de saúde durante a pandemia de Covid. Brunha apontou falta de autonomia dos profissionais, exigência da prescrição de remédios ineficazes e o envolvimento da empresa em um "pacto" com o chamado "gabinete paralelo" do Palácio do Planalto, que, segundo a CPI, orientava o presidente Jair Bolsonaro sobre condutas para o enfrentamento da pandemia.

A advogada reforçou a denúncia de que a Prevent Senior ocultou dados de pacientes que aderiram ao protocolo do “kit Covid” e acabaram morrendo. Bruna também afirmou que a empresa sugeria reduzir o nível de oxigênio de pacientes internados nas unidades de terapia intensiva (UTIs) dos hospitais da rede, de modo a liberar os leitos. Segundo ela, a orientação era que "óbito também é alta", frase que chocou os senadores na CPI e ganhou destaque nas redes sociais.

No dia seguinte, o empresário bolsonarista Luciano Hang foi inquirido pelos senadores. Houve bate-boca. O dono da Havan confirmou que a mãe usou o chamado ‘kit covid’, negou ter participado de fraude no atestado dela e manteve declarações consideradas negacionistas. O relatório final da CPI da Covid será entregue no dia 20.

***

Vidas perdidas em grave acidente na região de Eunápolis
A dor de Celio Nascimento não pode ser medida. Sua esposa Ana Aline e as filhas Samiri, de apenas 1 ano, e Safira, 10, foram três das vítimas do grave acidente que aconteceu na BR-101, no distrito de Mundo Novo, próximo a Eunápólis, no sul da Bahia. Ao todo, 12 pessoas morreram e 17 ficaram feridas, algumas delas em estado grave. O acidente aconteceu na noite de quarta-feira (29). Uma carreta bitrem transitava na rodovia, acoplada a dois semirreboques, quando toras de eucalipto se desprenderam do último semirreboque e acabaram atingindo um ônibus e uma van. O motorista da van foi uma das vítimas. As outras todas estavam no coletivo. Dona da carreta, a Gomes Transportes disse que as toras de eucalipto se desprenderam do último semirreboque por uma falha mecânica.

***

Tempestades de areia no país
Um novo fenômeno natural entrou no rol de problemas criados pelas mudanças climáticas no país. Depois de ciclone em Santa Catarina, chuvas históricas no Amazonas e no Rio e da seca histórica, tempestades de areia atingiram cidades do Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste duas vezes na semana. A primeira, no último domingo. Na sexta (1º), mais uma vez o fenômeno aconteceu. Segundo meteorologistas, o fenômeno é provocado pelo excesso de terra e pó acumulados no solo depois de um longo período de estiagem. 

***

CORREIO homenageia idosos
No dia 1º de outubro, é celebrado o Dia do Idoso. O CORREIO preparou uma série de matérias especiais com pessoas da terceira idade. Conversamos com alguns dos mais de 8 mil idosos com mais de 100 anos que moram na Bahia e com médicos para saber o segredo da vitalidade deles, falamos sobre como os idosos estão lidando com o ensino remoto e também como a pandemia afetou a saúde de pessoas da terceira idade. Confira aqui no site!

***

Salvador retomando seu caminho
A semana foi de boas notícias para Salvador. Somente no 1º semestre de 2021, o mercado de imóveis na capital e na Região Metropolitana cresceu 17% em relação a igual período do ano passado. Sancionado pelo prefeito Bruno Reis na quarta-feira (29), o Programa de Retomada do Setor Cultural (Procultura) concederá benefícios fiscais a atividades culturais e eventos. Já em termos estaduais, o plano Viva Turismo Bahia, criado para retomar o turismo baiano, vai oferecer 5,9 mil vagas de capacitação gratuita.

***


"Quando o caminho é difícil, comemore cada passo da jornada. Concentre-se na sua felicidade. É verdade que eu não posso mais pular, mas nestes últimos dias, eu tenho dado socos no ar mais vezes que o normal. Estou muito feliz de estar de volta a minha casa" (Pelé, ao deixar o hospital após um mês internado. Ele tirou um tumor do cólon)

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas