Culpa é batata quente que ninguém segura por muito tempo nas mãos

oscar quiroga
02.02.2021, 06:00:00

Culpa é batata quente que ninguém segura por muito tempo nas mãos


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A CULPA

Data estelar: Lua míngua em Libra.

A culpa é uma batata quente que ninguém segura por muito tempo em suas mãos, aprendemos a nos defender dela muito rapidamente e passamos a vida tentando driblá-la, um exercício cotidiano. Acontece que, com igual ou maior destreza com que aprendemos a nos esquivar dela, a usamos como subterfúgio para dominar nossas companhias. Sim, fazemos de tudo para que as pessoas se sintam culpadas, elaboramos sentimentos aparentemente nobres e sinceros, que talvez sejam assim no início, mas que são prolongados intencionalmente para castigar aqueles que nos fizeram sentir mal. A culpa, no entanto, não tem nada a ver com justiça, ela é uma dimensão toda própria, que serve para dar um ar de justiça ao que não tem nada a ver com ela, porque é a manifestação do egoísmo autoritário de nossos pontos de vista parciais.

ÁRIES: Naturalmente, é necessário dar voz a todas as pessoas envolvidas nesta parte do caminho, porém, nem todas as vozes podem trazer algo substancial à mesa do jogo. Procure administrar bem essa situação, com sabedoria.

TOURO: Se as coisas dão mais trabalho do que o normal, pois então, trabalhe você mais do que o normal também. Não se deixe vencer pelo desânimo, isso não é digno de sua natureza. Siga em frente, muito jogo ainda.

GÊMEOS: Neste momento seria em vão você tentar se fazer entender por quem quer que seja. Neste momento seria melhor você tirar de si todo e qualquer pudor e se manifestar do jeito que desejar e como seja mais confortável.

CÂNCER: Em nome de ter um pouco de sossego, algo raro nestes dias, você precisa tomar distância de tudo e de todos. Só cuide para que, ao fazer isso, sua alma não fique ruminando ressentimentos, isso seria contraproducente.

LEÃO: Muitas coisas precisam ser conversadas mas, com certeza, em algum momento em que os ânimos estejam mais tranquilos, porque de outra forma os temas discutidos seriam diferentes dos necessários. Conversar não é brigar.

VIRGEM: Seus interesses precisam ser consolidados, antes de dar qualquer outro passo. Ninguém vai ajudar nesse sentido, isso é algo que você precisa fazer de acordo com seus planos, sem que ninguém mais saiba disso.

LIBRA: Tomar iniciativas é preciso, mas cuide para que isso não aconteça em momentos de nervosismo, porque dessa forma a iniciativa seria atrapalhada e os resultados de acordo. Respire fundo, e faça o necessário.

ESCORPIÃO: Recue, um pouco menos de barulho do que o normal vai ser eficiente para você ter uma visão mais clara e objetiva dos acontecimentos em curso. Recue, para que o panorama se torne mais evidente.

SAGITÁRIO: A quantidade de pessoas transitando pela sua vida é inversamente proporcional à qualidade dessas. Prefira menos gente, porém, mais qualificada, porque a quantidade só drenaria energia e não retribuiria.

CAPRICÓRNIO: É tanto o que precisa ser organizado neste momento, que sua alma tende a ficar atordoada. Não importa, desfrute do atordoamento ciente de que passará, na mesma medida em que você persistir na organização.

AQUÁRIO: Só pelo fato de você conseguir enxergar um panorama mais amplo e livre para seu futuro já é um grande alívio para a alma. Tente não se estressar pelo fato de, ainda, as coisas não serem como você desejaria que fossem.

PEIXES: Ficar numa situação constrangedora não é o fim do mundo e, já que acontece, o melhor a fazer é a aproveitar para você treinar manobras de drible e sair dessa da melhor maneira possível, com elegância, sem perder o vinco.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas