Curso ensina a produzir legendas para surdos e audiodescrição

entretenimento
12.02.2021, 15:45:00
Atualizado: 12.02.2021, 15:57:52

Curso ensina a produzir legendas para surdos e audiodescrição

Inscrições são gratuitas e haverá também uma mostra de filmes

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Estão abertas até o próximo dia 18 (quinta-feira) as inscrições para as oficinas do projeto Editando Sonhos: Jornada Formativa em Acessibilidade Audiovisual. O evento tem ainda uma mostra de cinema, com inscrições até dia 15 (segunda-feira). Os formulários de inscrição estão disponíveis em https://forms.gle/2fATxUHfPLpzgw3VA  (para a mostra) e https://forms.gle/o8q4974r4X1tzhCz6  (para as oficinas).

Os cursos habilitam pessoas a desenvolver produtos inclusivos, como legendas para surdos e ensurdecidos/legenda descritiva e audiodescrição. Participam profissionais baianos, como Sandra Rosa Farias, Deise Medina e Iracema Vilaronga, além de especialistas nacionais como Liliana Tavares (PE), Felipe Monteiro (RJ), Bell Machado (SP) e Cristina Kenne (RS).

“Nós fomos motivados pela escassez de formação na área da acessibilidade cultural na Bahia. Existe uma demanda importante por parte do mercado cultural em relação à acessibilidade de seus produtos. Portanto, foi uma oportunidade que a Lei Aldir Blanc nos trouxe e, por outro lado, uma necessidade da promoção dessa formação”, afirma Ednilson Sacramento, criador e um dos produtores do projeto.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), existem cerca de 45 milhões de pessoas cegas no mundo. De acordo com o Censo do IBGE 2010, 45 milhões de brasileiros disseram ter algum tipo de deficiência, ou seja, quase 24% da população. "O projeto surge para colaborar na luta contra a exclusão cultural no estado da Bahia, uma vez que produtores audiovisuais em sua maioria estão alheios à inserção de acessibilidade em seus projetos, processos e produtos culturais", diz a organização do projeto.


Programação

- Live de abertura – Audiodescrição e cinema - Por uma tradução visual que respeite a linguagem da obra
Dia: 22/02/2021, segunda-feira, 10h às 12h.
Palestrante: Bell Machado (SP)- Diretora na Quesst Consultoria em audiodescrição e acessibilidade cultural, roteirista e narradora em projetos de audiodescrição em cinema, teatro, museus e turismo. 

- Oficina – Técnicas para Produção de Legendas para Surdos e Ensurdecidos
Dias: 22/02/2021 (segunda-feira) 24/02/2021 (quarta-feira) e 26/02/2021 (sexta-feira) 8h às 10h.
Mediação: Deise Medina (BA)- Atuante nas áreas de tradução, legenda, acessibilidade, educação especial e educação inclusiva. 

- Oficina - Audiodescrição e a linguagem cinematográfica - Possibilidades Poéticas
Dias: 22/02/2021 (segunda-feira), das 14h às 18h e 23/02/2021 (terça-feira), das 8h às 18h, com intervalos.
Mediação: Sandra Rosa Farias (BA) – Sua tese de doutorado é sobre a Audiodescrição e a Linguagem Cinematografica. Atua com assessoria em acessibilidade artística.

- Oficina - O Plano Narrativo - Roteiro de Curta-metragem
Dias: De 22/02 (segunda-feira) a 26/02/2021 (sexta-feira) , das 20h às 21h30.
Mediação: Isaac Donato (BA) - Roteirista e diretor, tem passagens em festivais nacionais e internacionais, além de filmes e séries para TV (Canal Futura, TVE, TV Brasil e CINEBRASILTV). 

Mesa redonda 1 - Acessibilidade audiovisual no Brasil
Coordenador: Sérgio Nunes
Mediação: Helena Santiago (DF), Mimi Aragón (RS) e Flávia Mayer (MG)
Dia: 24/02/2021 (quarta-feira), das 14h às 16:30h

Helena Santiago Vigata - Líder do grupo de pesquisa Acesso Livre e coordenadora do projeto de extensão Cultura e Sociedade: acessibilidade de peças audiovisuais – audiodescrição e legendagem. 

Mimi Aragón - Audiodescritora e produtora de recursos de acessibilidade comunicacional. Em 2014, com Kemi Oshiro, fundou a OVNI Acessibilidade Universal, empresa de audiodescrição, legendas para surdos e ensurdecidos e LIBRAS. 

 Flávia Mayer - Coordenadora do projeto Acessibilidade em produções audiovisuais e no cinema: análise e desenvolvimento de protocolos para a audiodescrição e vice-coordenadora do Observatório da Linguagem e Inclusão (UFMG e UFPB).

Mesa redonda 2 -A consultoria em Audiodescrição 
Coordenador: Manuel Negraes
Mediação: Felipe Monteiro (RJ), Iracema Vilaronga (BA) e Rafael Braz (RS)
Dia: 25/02/2021 (quinta-feira), das 9h às 12h
Felipe Monteiro é especialista em tradução audiovisual acessível: audiodescrição pela Universidade Estadual do Ceará (UECE) e em acessibilidade cultural pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). 

Iracema Vilaronga é assessora da ACESSU: Acessibilidade Universal. Agrega seus conhecimentos profissionais no desempenho das funções de audiodescritora e consultora em acessibilidade universal no teatro, cinema, exposições artísticas e fotográficas, eventos sociais e acadêmicos, livros didáticos e paradidáticos, entre outros. 

Rafael Braz – Psicólogo pela Universidade La Salle (2019), aluno do Curso de Formação em Clínica Psicanalítica do Instituto Wilfred Bion.  Audiodescritor e consultor na área de Acessibilidade Cultural.

Oficina - Audiovisual acessível desde a criação
Mediação: Liliana Tavares (PE)
Dias: 25 (quinta-feira), 26 (sexta-feira) e 27/02/2021 (sábado), das 15:00 às 18:00h
Liliana Tavares é audiodescritora, idealizadora e produtora do VerOuvindo: Festival de filmes com acessibilidade comunicacional do Recife. Gestora da COM Acessibilidade Comunicacional atuando com fotografias e audiovisual.

Minicurso - Audiodescrição em redes sociais
Mediação: Cristina Kenne (RS)
Dia: 27/02/2021 (sábado), das 09h30 às 12h30.
Cristina Kenne é audiodescritora com experiência em eventos ao vivo, obras de arte para museus, exposições fotográficas e publicidade. Atualmente é diretora da empresa Include, a qual presta serviços de consultoria e assessoria em inclusão de pessoas com deficiência.  

Mostra de filmes baianos com acessibilidade
Primeira sessão  dia: 27/02/2021 (sábado), das 18h às 21h30
Segunda sessão -  dia: 28/02/2021 (domingo), das 16h às 19h30.

Premiação de quatro filmes baianos com acessibilidade
Dia: - 28/02/2021, às 20h

SERVIÇO:
Projeto Editando Sonhos: Ação Formativa em Acessibilidade no Audiovisual 
Quando: 22 a 28.02, das 8h às 21h30
Inscrições: Gratuita, de 08 a 18.02 para as oficinas e de 29.01 a 15.02.2021 para a mostra de cinema, através do formulários: https://forms.gle/2fATxUHfPLpzgw3VA  (Mostra de Filmes) e https://forms.gle/o8q4974r4X1tzhCz6  (Oficinas).
Mais informações:  https://linktr.ee/projetoeditandosonhos
https://www.facebook.com/projetoeditandosonhos
projetoeditandosonhos@gmail.com

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas