Dado confirma Claus fora e diz que vai mudar contra o Fortaleza

e.c. bahia
18.02.2021, 18:07:00
Atualizado: 18.02.2021, 18:22:43
Dado afirma que desenho tática do Bahia será diferente para duelo contra o Fortaleza (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Dado confirma Claus fora e diz que vai mudar contra o Fortaleza

Tricolor tem retornos importantes para 'decisão' fora de casa

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Em véspera de decisão, toda informação que de alguma forma pode beneficiar o adversário, fica guardada à sete chaves. No Bahia, a estratégia não tem sido diferente.

Tudo bem que o mistério na escalação não é uma novidade no tricolor, que só costuma divulgar a relação de atletas minutos antes do início da partida, mas na última entrevista antes do duelo contra o Fortaleza, o técnico Dado Cavalcanti adotou o silêncio e não quis revelar qual será o time que entrar em campo neste sábado (20), às 21h, no Castelão.

Os questionamentos sobre a equipe têm um motivo. Para o jogo no Ceará, Dado terá retorno de atletas importantes. Estão à disposição como o goleiro Douglas, os volantes Ramon e Edson, o meia Daniel e os atacantes Alesson, Thiago e Gilberto.

Por outro lado, mesmo desfalcado, o tricolor fez um bom jogo no empate com o Atlético-MG e existia a expectativa pela manutenção de boa parte da equipe. Apesar de não confirmar os 11 iniciais, o comandante tricolor garantiu que vai fazer mudanças táticas e deixou no ar que o garoto Patrick pode ganhar nova chance.

"Patrick é um jogador que teve uma atuação muito elogiável por parte da comissão técnica e jogadores, que conquistou ainda mais a confiança de todos, mostrou a qualidade técnica na construção, desenvoltura defensiva, e isso traz a confiança de poder, quem sabe, repetir o Patrick na escalação inicial da nossa equipe. Agora, é um jogo completamente diferente. Um adversário, com perspectivas diferentes. Por conta dessa diferença, o desenho não deve ser o mesmo. Com a presença ou não do Patrick, o desenho da equipe em campo vai mudar", garantiu Dado.

Ainda de acordo com o treinador, as estratégias são pensadas do início ao fim da partida. Por isso, jogadores que tiveram boa apresentação em um jogo podem ser guardados para determinados momentos em outros confrontos.

"A equipe que inicia o jogo nunca é a que termina. Muitas vezes, em cima de um jogo como esse, é preciso pensar nas variáveis que o jogo pode nos impor, e também na perspectiva da equipe que termina, o que é mais importante para coada condição específica de cada jogador. Ainda estou em dúvida em qual desenho melhor para utilizar, nos próximos treinos vou confirmar, mas a escalação final vai ficar para instantes antes da partida.

Mudança certa
Apesar do mistério, pelo menos uma alteração já está garantida. Com nova lesão na coxa, o goleiro Mateus Claus está fora de ação. A tendência é de que Douglas volte ao time. O camisa 1 está recuperado da dor no joelho e vem treinando normalmente. A outra opção é o jovem Matheus Teixeira, que ainda não atuou na equipe principal.

"Essa definição existe, infelizmente o Claus não terá condições de jogo. Claus foi um dos jogadores que mais se sacrificou no jogo passado, o nível de comprometimento e a entrega que a nossa equipe teve contra o Atlético-MG deve ser mantida, porém não teremos o Claus à disposição. Claus teve uma lesão durante o jogo, suspeita de uma recidiva da lesão que já o havia tirado por duas semanas. Ele se sacrificou muito pela nossa equipe, ficou em campo com duas substituições a fazer, com jogadores pedindo para sair. Perguntamos a real situação, ele disse que suportaria a dor, suportou até o final, mas esse sacrifício trouxe uma consequência que foi a lesão e por conta disso ele não estará apto para o jogo contra o Fortaleza", explicou.

Outro que tem vaga cativa no time é o atacante Gilberto. Artilheiro do Esquadrão na temporada com 19 gols, ele deve atuar ao lado de Rossi, em um esquema com dois atacantes. Caso treinador escolha voltar ao antigo sistema, com três atacantes, o prata da casa Thiago também pode ganhar chance lá na frente.

Com 38 pontos e na 16ª colocação da Série A, a partida contra o Fortaleza é encarada como uma decisão para o Bahia. Em caso de triunfo fora de casa, o Esquadrão pode garantir a permanência na primeira divisão.   

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas