Dançarina da La Fúria, Negra Japa diz ter sido vítima de agressão

salvador
18.05.2022, 22:51:00
(Reprodução)

Dançarina da La Fúria, Negra Japa diz ter sido vítima de agressão

Japa apareceu com marcas no pescoço e sem uma das unhas nas redes sociais

Back dance da banda La Fúria, Negra Japa afirmou ter sofrido agressões do então namorado. A baiana desabafou sobre o ocorrido através dos stories do Instagram nesta quarta-feira (18). A cantora estava com marcas no pescoço e sem uma das unhas, alegando ter sido alvo de covardia.  

“Eu não brigo por nenhuma mulher, eu brigo é com ele. Tô sem unha, ele veio me enforcar, me jogou da escada”, contou a back dance da banda.

Japa chegou a chorar durante o desabafo e afirmou que só quer lealdade de um parceiro. “Muitos falam: você é linda, você tem um homem com dinheiro, com fortuna, mas quem disse que mulher quer isso?”, disse a dançarina. “Um homem que não me dava nada, ao contrário, bebia da minha bebida e comia da minha comida", completou. 

No dia 16 de abril de 2019, Japa foi esfaqueada em Itapuã por uma mulher que seria ex-namorada de um homem com o qual se envolveu. À Japa, o rapaz teria dito ser solteiro. Após o ataque, a dançarina teve o pulmão perfurado e passou cerca de 10 dias internada no Hospital Municipal de Salvador, no bairro da Boca da Mata. 

Para ela, na época, o pior que poderia ter acontecido foi o afastamento do trabalho. Passou cerca de um mês e meio sem poder se apresentar. “Para mim, não foi só um mês, foi uma eternidade. Quando você faz o que gosta, quando está realizando os seus sonhos e, por um segundo ele é interrompido, é uma perda muito grande”, afirmou ela, em 2019. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas