Daniel nega queda de rendimento e mira parceria com Rodriguinho

e.c. bahia
03.12.2020, 16:33:00
Daniel diz que jogadores de meio-campo têm sofrido com desgaste na temporada (Foto: EC Bahia/Divulgação)

Daniel nega queda de rendimento e mira parceria com Rodriguinho

Jogador diz que seria importante ter alguém com quem dividir a criação no tricolor

A temporada de Daniel no Bahia tem sido de altos e baixos. Depois do início como titular e um período no banco, o camisa 8 recuperou a vaga na equipe e vinha sendo titular indiscutível de Mano Menezes. Mas, nos últimos jogos, o meia voltou a figurar no banco de reservas.

Durante a reapresentação do Esquadrão, na tarde desta quinta-feira (3), na Cidade Tricolor, Daniel falou a alternância entre reserva e titular e afirmou que não concorda com o pensamento de que ele não consegue ser intenso durante toda a partida. Na visão do jogador, os atletas de meio-campo têm sofrido maior desgaste por conta da sequência de jogos.

"Não concordo que eu não consigo manter por 90 minutos. Acho que hoje, por ter cinco substituições, está acontecendo muito de ter rodízio, dificilmente os jogadores estão jogando muito. Os treinadores procuram fazer rodízio, ainda mais a gente ali da posição de meio-campo que se movimenta bastante, tem um desgaste maior. Acho natural e não vejo deficiência física", disse ele.

O meia voltou a falar também sobre uma possível parceria com Rodriguinho. Apesar de deixar claro que a escolha precisa ser tomada por Mano Menezes, ele afirma que seria interessante ter alguém com quem dividir a responsabilidade na criação das jogadas.

"O próprio Mano Menezes já falou que seria possível, mas ele que vai saber a melhor hora de usar isso, a gente só tem que executar os planos que ele faz, que são sempre bem feitos. Mas seria bom jogar com o Rodriguinho, seria um jogador de extrema qualidade para me ajudar na criação no meio-campo, e eu também ajudá-lo. Quando a gente conseguir jogar junto acho que vai ser uma boa dupla", continuou ele.

Foco no Brasileiro
Depois de conseguir a classificação às quartas de final da Sul-Americana, o Bahia iniciou a preparação para a partida contra o Ceará, pelo Campeonato Brasileiro, neste sábado (5), às 19h, na Fonte Nova. O duelo será uma espécie de revanche, já que o Esquadrão não venceu um confronto sequer com os cearenses em 2020. Em quatro partidas foram três derrotas e um empate.

"O Ceará tem dificultado muito pra gente esse ano, ainda não conseguimos vencê-los, mas a gente está bem forte jogando na Fonte Nova, estávamos 100% até perder para o São Paulo. Temos que retomar a nossa confiança, acabamos de conseguir uma classificação importante, não foi uma partida boa tecnicamente, mas foi uma classificação, serve para dar confiança, motivar o time. Temos que voltar a vencer, o campeonato está bem embolado, ganhando o Ceará podemos subir umas três posições na tabela. Então, temos que esquecer os outros jogos que perdemos para eles e gravar as coisas de ruim que fizemos para entrar mais preparado do que das outras vezes", explicou o meia.

Com 28 pontos, o Bahia inicia a rodada na 13ª colocação do Brasileirão. Já o Ceará está na 11ª, com um ponto a mais que o tricolor.  

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas