Debelar o preconceito é um ato de resistência

paulo sales
16.09.2019, 05:00:00

Debelar o preconceito é um ato de resistência

Na semana passada um amigo meu se casou. É um sujeito simpático, gentil e inteligente, como parece ser seu marido. Marido? Em outros tempos, essa interrogação traria embutidos um sorriso irônico de canto de boca e um pensamento maldoso. Porque em outros tempos havia em mim algo que fui aos poucos extirpando, como se me livrasse de roupas quentes e pesadas de inverno usadas num verão tropical. Roupas que provocavam uma sensação de desconforto e sufocamento.

Mais do que uma saudável atitude humanista, despir-se de preconceitos tornou-se um ato de resistência no tempo sombrio em que vivemos. Nesse nosso estágio primitivo de civilização, assistimos perplexos a um desfile de horrores, estimulado oficialmente por uma visão de mundo tosca, estulta, refratária à alteridade e à empatia. Isso num país que espanca e mata homossexuais com desconcertante naturalidade. Abriu-se a porta do esgoto, que despeja uma enxurrada de ódio contra gays – e também contra negros, pobres, mulheres e índios. Enfim, contra o que é diferente, numa apologia deliberada da brutalidade.

É uma covardia descabida e um confronto desleal, porque atinge pessoas em geral fragilizadas, vulneráveis, confrontadas desde a infância com a própria “diferença”. E que, quando não conseguem se afirmar, acabam confinadas à amargura e ao desalento. Profundamente arraigado, o preconceito é cevado sobretudo na adolescência, quando ganha uma dimensão quase insustentável. Lembro, por exemplo, da repulsa que senti ao saber que meu ídolo de juventude, o escritor Jack Kerouac, tivera inúmeras relações homossexuais. Logo ele, o arquétipo do macho destemido, que se lançava nas estradas da América e se envolvia com mulheres irresistíveis. Que decepção.

F. Scott Fitzgerald tem uma frase de que gosto muito: “Aos 18 anos, nossas convicções são colinas de onde contemplamos o horizonte; aos 45, são cavernas em que nos escondemos”. Louvo a mim mesmo por ter evitado que as convicções da colina, felizmente sólidas como uma brisa, me acompanhassem até a caverna da maturidade. Elas foram se diluindo enquanto me lançava à vida real, quando precisamos abandonar tolices derivativas para consolidar nosso olhar particular sobre o mundo. O preconceito foi uma dessas tolices, deixada de lado à medida que sabia da existência de grandes homens, grandes mulheres e, o mais importante, grandes amigos e amigas cujo denominador comum era o desejo e o amor por pessoas do mesmo sexo.

Hoje, o preconceito – não apenas de gênero, mas também de cor e de classe – me entristece, me entedia, me exaspera. O bem maior eu consegui: minha filha cresceu sem manifestar qualquer traço de intolerância. Sua integridade nesse sentido me redime e me alivia. Não passei adiante a torpeza da minha ignorância juvenil. Por tudo isso, quando fico sabendo de uma notícia como a do casamento do meu amigo, eu abro um sorriso. E nele se esgotaram por completo os estoques de ironia e maldade.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/ganhadeiras-de-itapua-voltam-ao-rio-para-desfile-das-campeas-da-viradouro/
Apresentação será neste sábado (29) e tem transmissão ao vivo do G1
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/muito-gratificante-diz-ivete-sobre-vencer-musica-do-carnaval-na-enquete-do-correio/
Com 34% dos votos, 'O Mundo Vai' desbancou 'Ela Não Quer Guerra com Ninguém’ e 'Contatinho'
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/tudo-ok-e-a-musica-mais-ouvida-no-spotify-durante-o-carnaval/
Hit do brega funk foi mais tocada na plataforma; clipe já chegou a 100 milhões de visualizações
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/pitbulls-matam-cao-de-idosa-no-rio-vermelho-video-mostra-ataque/
Vídeo gravado por moradores do bairro mostra idosa rolando no chão pra tentar salvar seu cachorro
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/nova-versao-de-o-homem-invisivel-fala-de-abuso-a-partir-de-terror/
Longa é inspirado em livro de HG Wells, que rendeu um filme clássico de 1933
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/essa-vitoria-e-da-bahia-e-de-todas-as-mulheres-diz-carnavalesco-campeao/
CORREIO conversou com autores de enredo sobre As Ganhadeiras de Itapuã durante festa na quadra da Viradouro; veja vídeo
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/camaro-pega-fogo-apos-colidir-contra-onibus-no-ceara-veja-video/
Passageiros do ônibus não ficaram machucados; motorista de carro de luxo teve ferimentos leves
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/o-mundo-vai-de-ivete-e-eleita-musica-do-carnaval-por-leitores-do-correio/
Canção lançada em janeiro tem ‘previsão’ de Márcio Victor
Ler Mais