Decreto que fecha cinemas, teatros e espaços culturais é prorrogado

coronavírus
06.01.2021, 10:12:08
(Nara Gentil/Arquivo CORREIO)

Decreto que fecha cinemas, teatros e espaços culturais é prorrogado

A renovação dos decretos foi anunciada na manhã desta quarta-feira (6)

Os decretos municipais que determinam medidas restritivas em Salvador foram prorrogados por mais 15 dias pelo prefeito Bruno Reis. Entre eles está a proibição da comercialização de bebidas alcoólicas em espaços públicos e o fechamento de cinemas, teatros e espaços culturais. As medidas são válidas até o próximo dia 21.

A renovação dos decretos foi anunciada na manhã desta quarta-feira (6). "O que motiva essa decisão é o que vem ocorrendo no Brasil e no mundo, com o aumento de casos. Nos próximos 15 dias nós teremos o reflexo das festas de final de ano, tanto do Natal e do réveillon. A cautela e a prudência, nesse momento, é o único caminho a se seguir", justificou o prefeito.

Continuam suspensos também os eventos sociais nos clubes, inclusive recreativos e esportivos, a exemplo de festas, apresentações artísticas, aniversários, formaturas e casamentos, além do funcionamento de bares e lanchonetes nesses locais. Apenas as atividades esportivas estão mantidas nos clubes e o funcionamento de restaurantes que possuam entradas independentes.

Também foi mantida a proibição da comercialização e consumo de bebidas em espaços públicos no Rio Vermelho e Itapuã, de sexta-feira a domingo, das 17h às 7h do dia seguinte. Continua proibida a comercialização, pelos bares e restaurantes, de alimentos e bebidas para pessoas que estejam em pé, tanto nas áreas internas quanto externas, bem como a obrigatoriedade da delimitação entre os estabelecimentos com utilização de barreiras físicas.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas