Defesa de Dr. Jairinho e Monique entra com pedido de Habeas Corpus

brasil
10.04.2021, 15:55:08
Atualizado: 10.04.2021, 15:59:31
(Foto: Reprodução / TV Globo)

Defesa de Dr. Jairinho e Monique entra com pedido de Habeas Corpus

Advogados citaram 'constrangimento' ao casal suspeito de ter matado do menino Henry

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Os advogados de Dr. Jairinho e Monique Medeiros entraram, nesta sexta-feira (9), com um pedido de habeas corpus para que o casal saia da cadeia. A dupla é suspeita de envolvimento na morte do menino Henry Borel, de 4 anos.

De acordo com o documento, divulgado pelo Uol, a defesa alega que o padrasto e mãe do menino "se encontram submetidos a manifesto constrangimento ilegal" e afirmam que não havia necessidade de prendê-los. Os advogados relatam ainda que até o momento não teve acesso aos autos e que por isso "tal situação, por evidente, viola o direito dos Pacientes [Jairinho e Monique] à ampla defesa, uma vez que encontram-se privados da sua liberdade".

Os defensores informaram ainda que ao pedir a Justiça acesso aos autos, tiveram a resposta de que o mesmo estava com a Polícia Civil e que quando procuram a autoridade a mesma estava "na famigerada 'coletiva de imprensa', aos holofotes da mídia, dedos em riste aos Pacientes, e, pois, violando o direito fundamental deles desconhecerem os motivos pelos quais se encontram encarcerados", escreveram.

Ainda no pedido, a defesa afirmou ter sido "surpreendida" ao pedir uma cópia do mandado de prisão na 2ª Vara Criminal do Tribunal do Júri. "Os serventuários (...) informaram que os autos da medida cautelar, que tramitam no meio físico, não se encontravam no cartório", detalhou.

O casal foi preso na manhã de quinta-feira (8). O vereador está preso no Complexo Penitenciário de Bangu, no Rio de Janeiro, e Monique Medeiros foi levada para um presídio de Niterói, Região Metropolitana do Rio.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas