'Democracia é um valor inegociável', diz ACM Neto em debate de Harvard

salvador
24.06.2020, 13:49:00

'Democracia é um valor inegociável', diz ACM Neto em debate de Harvard

Prefeito de Salvador participou de discussão sobre liberdade de expressão

O prefeito de Salvador ACM Neto participou nesta quarta-feira (24) de um debate on-line promovido pela universidade de Harvard em que discutiu democracia e liberdade de expressão no Brasil.

Neto foi convidado por ser presidente nacional do Democratas. Além dele, também participaram Roberto Freire, presidente do Cidadania; Bruno Araújo, presidente do PSDB; Gleisi Hoffman, presidente do PT; Carlos Lupi, presidente do PDT e Marcos Pereira, presidente do Republicanos.

No bate-papo, o prefeito de Salvador defendeu a democracia brasileira e garantiu que para seu partido, o Democratas, este é um valor inegociável. Além disso, ele disse que confia na força das nossas instituições.

"Sou otimista em relação à nossa democracia. Ela passou por diversos testes nos últimos anos e foi aprovada. Tivemos, em uma sequencia rápida, o impeachment da Dilma, o processo criminal contra Temer, a Lava Jato que prendeu corretamente ex-governadores, parlamentares e empresários. E, neste período, a nossa democracia se manteve intacta e as instituições continuam de pé", analisou.

Para defender a democracia, o presidente nacional do DEM alertou para a necessidade de se combater as fake news e o que chamou de "milicias virtuais" que existem para espalhar mentiras, atacar reputações e confundir a cabeça do eleitor.

"São aparelhos financiados por muito dinheiro, que por diversas vezes tem origem obscura, para difamar pessoas, o que é crime. Por isso tem a necessidade do Judiciário manter medidas duras para combater essa situação", apontou.

"A democracia é valor absolutamente inegociável. Aliás, essa é uma bandeira do Democratas. Não vamos aceitar qualquer tipo de ataque à democracia", frisou.

ACM Neto destacou que há, sim, no país liberdade de imprensa e de expressão. Contudo, demonstrou preocupação com o fato de que propostas para aperfeiçoar a legislação sejam utilizadas como pretexto para impor qualquer tipo de censura prévia. "Para mim está claro que a imprensa no Brasil é livre, com plena liberdade de expressão para criticar o governo A e elogiar a gestão B, e vice-versa. E isso faz com que a gente consiga passar por diversas crises", começou.

"Caso a pessoa cometa um crime nas redes sociais, que seja punida. Mas que isso não sirva de pretexto para atacar a liberdade de imprensa. Nós precisamos fortalecer e dar suporte aos veículos de comunicação para investigar e criticar. Isso não significa que se cometam exageros e que não deem o direito a outra parte de manifestar", afirmou.

O presidente nacional do Democratas enfatizou, ainda, o papel de independência do partido em relação ao governo federal. "A agenda econômica em geral tem a nossa concordância e apoio, mas outras tantas coisas temos sido críticos, principalmente eu aqui como prefeito em relação à postura do presidente (Jair Bolsonaro) no enfrentamento à pandemia, na visão em relação à saúde pública", disse.

"Democracia é um valor inegociável. Estaremos todos que esteja contra a democracia. Se precisarmos estar juntos com PT, Psol, PC do B para defender a democracia, contem conosco", completou.

Mulheres 
ACM Neto falou também sobre o planejamento do Democratas para as eleições em relação à participação das mulheres no partido. Segundo ele, o Mulher Democratas está organizado em todos os estados analisando todas as candidaturas femininas. "O partido só vai repassar recursos para candidaturas que passem pelo crivo do Mulher Democratas em cada estado. Então, como na nacional eu não tenho condições de conhecer todas as candidatas do Brasil, eu vou me valer desse braço para que de fato haja uma análise mais criteriosa e a gente evite o laranjal e tenha condições de aplicar os recursos adequadamente e assim fortalecendo as candidaturas femininas", disse. 

Ao fazer uma análise sobre a evolução da legislação para permitir maior participação das mulheres na política, Neto destacou que é fundamental que os partidos tenham um processo permanente de mobilização voltados para as mulheres e capacitação das mulheres para a política.

"Hoje temos uma política de cotas, inclusive com a obrigatoriedade de aplicação dos recursos do fundo para as mulheres, o que é um avanço. E não tenho embargo de avançar futuramente num debate legislativo de termos cotas de cadeiras no Parlamento para mulheres eleitas", disse.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas