Descubra o que é Responsabilidade Social Empresarial

estúdio correio
27.04.2022, 06:00:00
(foto: reprodução)

Descubra o que é Responsabilidade Social Empresarial

Confira 5 dicas para fidelizar talentos com o mecanismo

A responsabilidade social empresarial é um importante mecanismo de atração e fidelização dos talentos. Para disseminar e consolidar esse conceito em todo o ambiente de trabalho, a atuação e apoio estratégico do RH é fundamental.

Se as empresas desejam ter equipes produtivas e comprometidas com os objetivos do negócio, precisam investir em ações sociais que priorizem os aspectos mais relevantes. Assim, tudo o que envolve saúde, bem-estar, valorização e educação deve ser considerado para transformar a empresa em uma organização justa, ética e sustentável.

Neste post vamos refletir sobre a importância da responsabilidade social nas empresas e o papel do RH nesse contexto. Continue lendo e confira 5 dicas de como aumentar a taxa de permanência dos talentos de sua empresa por meio das ações que colocam em evidência o quanto o capital humano é essencial para o sucesso do negócio!

O conceito de responsabilidade social empresarial

Considera-se responsabilidade social empresarial todas as ações, esforços e compromisso de uma empresa com a sociedade, a partir das práticas realizadas. O conceito ultrapassa o limite das questões meramente econômicas, indo além de obter lucros ou gerar empregos.

Assim, a empresa se torna um importante agente de transformação e mudança, ao se preocupar com o bem-estar e qualidade de vida de todos que se relacionam com seu negócio. Entre colaboradores, clientes, fornecedores e público de modo geral, a RSE, como também é conhecida, ajuda a reduzir os impactos negativos, seja no ambiente, seja na comunidade.

Com o foco em um desenvolvimento sustentável, a empresa comprometida com a responsabilidade social se torna mais justa e transparente em suas ações. 

A importância da RSE para as organizações

Sustentada nos pilares da ética e transparência, a prática da responsabilidade social empresarial melhora a imagem de uma empresa. Sua aplicação efetiva traz resultados significativos para a sociedade e eleva o conceito da empresa a um patamar diferenciado das demais organizações.

As ações baseadas em RSE fortalecem o negócio, permitindo que a organização se mantenha sólida e mais resistente diante de crises sociais ou econômicas. Para competir e vencer no mercado, é fundamental ter um negócio consolidado, com o apoio do público interno e externo.

O exercício da responsabilidade social empresarial traz a ideia de geração de valor, agregando novas estratégias dentro do plano de negócio. Para funcionar, paralelo ao plano inicial, é importante criar metas e objetivos para serem alcançados de médio a longo prazo.

Dessa forma, todas as partes envolvidas com a empresa — clientes, colaboradores, fornecedores, parceiros de negócio e até mesmo sociedade — são beneficiadas. Esse impacto depende dos propósitos, tamanho do negócio e o quanto a empresa consegue  alcançar com suas ações dentro do cenário em que atua.

Qualquer tipo de empresa, independentemente do porte, pode implementar a responsabilidade social empresarial, pois as propostas e desafios enfrentados são conduzidos de acordo com o que é possível desenvolver com os recursos disponíveis.

Se para muitos empreendedores e gestores, a RSE pode ser vista como um obstáculo, tantos outros estão empenhados em colocar o conceito em prática. A começar pela conscientização e participação das pessoas envolvidas, sobretudo no que se refere às ações de sustentabilidade.

O compromisso social, muitas vezes, demanda investimentos, sendo um risco diante de um cenário economicamente frágil. Por isso, a importância da inclusão no planejamento estratégico da empresa, tendo RH e suas estratégias como um importante aliado nessa fase.

Vale pensar que, além de todo o impacto na sociedade, o bem que a RSE pode fazer para a empresa compensa o receio inicial de se comprometer com causas desafiadoras. Conheça alguns pontos positivos de ser uma empresa socialmente responsável!

Aumento da produtividade

Em empresas que promovem ações corretas, de valorização do bem-estar dos colaboradores e, ao mesmo tempo, do público externo, há um ganho em produtividade. Afinal, as pessoas se sentem mais motivadas, pertencentes à empresa e se dedicam ao máximo para entregar excelência

Melhora da reputação da empresa

Uma boa imagem no mercado, sob diversos aspectos, impacta diretamente nos resultados. Com isso, uma empresa que se compromete com a sociedade, cuida dos seus colaboradores e demonstra preocupação com temas importantes, como sustentabilidade e diversidade, apresenta uma conduta diferenciada, elevando sua reputação perante o público.

Criação de um diferencial competitivo

A competitividade é um desafio diário e, para muitas empresas, algo a ser vencido para se fazer notar em meio a uma gama de possibilidades. Ter um plano sólido de RSE, e adotar medidas para fazer com que as ações sejam notadas, pode trazer vantagens para a organização, fortalecendo o negócio de modo que permaneça à frente da concorrência.

5 dicas para fidelizar talentos com ações de responsabilidade social empresarial

As boas práticas de uma empresa, especialmente no que impacta de forma direta os colaboradores, podem ser fatores determinantes na permanência de talentos. Selecionamos 5 dicas que, por meio das iniciativas de RSE, vão ajudar a sua organização a manter um time de alta performance!

1. Trabalhe a diversidade

Nos últimos anos essa é uma temática bastante difundida e debatida por organizações  que consideram a diversidade como uma causa social de extrema importância. Além da inclusão dos perfis minorizados, defende-se que equipes diversas tendem a ser mais colaborativas e produtivas, onde se incluem talentos PCD, 50+, mulher, étnico-racial, entre outros

Em um grupo de pessoas com perfis variados e pensamentos diferentes, a contribuição pode ser bem maior e mais efetiva. Empresas que trabalham a diversidade, valorizam indistintamente as habilidades e competências, contando com a contribuição individual para formar um coletivo potente, participativo e produtivo,   focado no  crescimento do negócio enquanto desenvolvem suas carreiras.

A iniciativa faz com que a sociedade perceba os esforços para incluir pessoas que passaram muito tempo preteridas em funções importantes por não apresentarem o padrão preestabelecido. Investir na diversidade é aumentar o acesso às oportunidades para grupos minorizados, é contribuir para a equidade e a inclusão e, inclusive, contribuir também para o sucesso dos negócios, já que há dados que comprovam que empresas mais diversas performam melhor.

2. Estabeleça ações alinhadas com os valores dos colaboradores

Embora salário e benefícios sejam importantes, os profissionais talentosos querem trabalhar com algo alinhado ao propósito, algo em que acreditam, e também com ações mais focadas no bem-estar, como benefícios flexíveis.  No entanto, para permanecerem na empresa, os valores e conduta organizacionais precisam convergir para o que almejam em suas carreiras.

Por isso, é fundamental definir ações que vão ao encontro das necessidades e expectativas desses talentos, equilibrando com os objetivos da empresa. Quanto mais sintonizados, mais eles sentirão que estão em um excelente lugar para trabalhar e, consequentemente, maior será o desejo de colaborar para o sucesso do negócio.

3. Selecione pessoas com fit cultural

Insistir em uma contratação baseada apenas em um currículo impecável ou em afinidades durante o processo seletivo é um risco grande. As soft skills são tão ou mais importantes do que as hard skills, dependendo do cargo e função a serem exercidos.

O match perfeito une interesses e valores que serão compartilhados dentro e fora da empresa, afinal, um colaborador satisfeito faz questão de falar bem da empresa, em qualquer lugar que esteja.

O RH e a equipe de recrutadores têm um papel essencial nessa fase, que é ir além das avaliações tradicionais. Quanto mais alinhado o fit cultural que é a conexão e sintonia entre os valores pessoais e aqueles praticados na organização, mais fácil será o onboarding e mais rápido surgirão os resultados, beneficiando as duas partes.

4. Ofereça um ambiente agradável

Um excelente ambiente de trabalho, em que todas as pessoas se ajudam e se esforçam juntas em prol dos objetivos da empresa: esse é o cenário mais provável quando a empresa desenvolve bem as ações de responsabilidade social empresarial e coloca as pessoas no centro do negócio.

A RSE é um mecanismo potente de fortalecimento das relações interpessoais, tão necessárias para manter o clima organizacional agradável e produtivo. Esse ambiente pode ser construído com um comportamento inovador, movido pela busca criativa de novas ideias por parte dos gestores e lideranças, que exercem forte influência sobre as equipes, pessoal e profissionalmente

Com a evolução tecnológica e a circulação acelerada de informações, as mudanças acontecem da noite para o dia. Em diversos momentos, ouvir opiniões ou sugestões dos profissionais pode salvar o negócio de perder espaço no mercado por falta de iniciativas, tendo as lideranças um papel fundamental no processo de mudança e condução das equipes

Um ambiente com boas condições de trabalho engloba ações como:

  • dar valor ao conhecimento;
  • investir em capacitação e treinamento;
  • dar oportunidade de crescimento interno;
  • oferecer feedbacks contínuos;
  • estabelecer um canal institucional de comunicação;
  • proporcionar benefícios tangíveis e intangíveis;
  • reconhecer o capital humano como o bem mais precioso da empresa.

5. Promova o bem-estar e a saúde emocional

A promoção da saúde e bem-estar dos colaboradores faz parte da responsabilidade social e vai além de oferecer um ambiente saudável de trabalho. É importante que a organização se preocupe com o equilíbrio emocional dos seus colaboradores, oferecendo condições e estrutura individuais de trabalho, para que eles se sintam motivados e produtivos.

A sobrecarga de trabalho, os picos de estresse e a falta de perspectivas no desenvolvimento e crescimento da carreira são elementos que provocam desgaste físico e emocional. Estimular a prática de atividades físicas, adotar horários flexíveis e incentivar hábitos alimentares e sociais mais saudáveis são algumas das demonstrações de que a empresa se importa e contribui para que os colaboradores se sintam bem, dentro e fora do ambiente de trabalho.

São dicas como estas que ajudam o RH a reter talentos e corresponder às expectativas da sua atuação estratégica. A equipe de recrutamento somente terá condições de manter os melhores profissionais e escolher dentre os melhores candidatos, se a empresa se preocupar em oferecer algo valioso em troca.

Não basta ser digital, investir nos melhores programas e remunerar bem as pessoas, se não houver uma mudança expressiva na essência, que se traduz em valores, conduta ética e preservação dos recursos para o momento, mas pensando nas gerações futuras.

A responsabilidade social empresarial é, portanto, um dos pontos de partida de uma nova era, que exige muito além do que a maioria das empresas oferece hoje. As ações, pequenas ou grandes, estão ao alcance de todas, mas, para isso, é preciso dar o primeiro passo.

* Artigo originalmente publicado no site do GPTW.

Ranking 2022
Em 2022, o Ranking GPTW Bahia chega à sua 9ª edição, em parceria com o CORREIO. O resultado será divulgado em julho e trará a lista das melhores empresas para trabalhar no estado de acordo com a pesquisa do instituto.


O Estúdio Correio produz conteúdo sob medida para marcas, em diferentes plataformas.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas