Desfile maluco, quicada lateral, movimento confuso: Ba-Vi é teile e zaga

artigo
11.03.2019, 05:00:00
Atualizado: 11.03.2019, 09:00:43

Desfile maluco, quicada lateral, movimento confuso: Ba-Vi é teile e zaga


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


Os mais de 35 mil torcedores que foram à Arena Fonte Nova ontem deveriam, em ação coletiva, pedir ressarcimento do valor pago no ingresso. Por um motivo simples. Quem se habilitou a perder seu tempo na esperança de carimbar presença em mais um capítulo de uma das maiores rivalidades do planeta, o fez no afã de ver um jogo de futebol. E o que se praticou no gramado sagrado da velha Fonte pode ser chamado do que for, menos de futebol.

Agora, fosse o clássico um clipe da La Fúria, aí sim, tudo faria sentido. Análise tática seria descrita de cabo a rabo em verso. Acompanhe e diga que não.

Desfile maluco, quicada lateral, movimento confuso. Marcação vertical, modelo abusada, deu risada sem graça, câimbra giratória. Jogou pro lado, subiu, desceu. Bola na área, e sobe, e zaga! Sobrou, quicou, bico-pra-onde-o-nariz-aponta.

E teile e zaga. E vai.

Põe os caras no falante de uma vez e estabeleça-se a balbúrdia, num carnaval fora de época dentro das dependências da gentrificada arena. Ritmo é ritmo de festa! Puxe-se o bloco das lamentações que em vez de cordeiro tem catraca. Faça-se oficial o desmantelo de que na Bahia, todo absurdo tem precedente!

Pense bem como seria mais fácil a vida de todo mundo! Narradores poderiam cantar o jogo na letra da música. Comentaristas citariam trechos com aquele típico ar de embasamento. Torcida ia sorrir da desgraça consumada de seus mantos. Como num passe de mágica, a realidade paralela seria mais bela e divertida que a dureza daquilo a que se assistia com os olhos sangrando. Viva à fantasia que tudo aceita!

Os pés-no-chão do que não é imaginação, no entanto, reservou zero a zero insosso, aguado, insípido, incolor e inodoro – mas com fortes efeitos soníferos –, espelhando a situação absolutamente preocupante tanto de Bahia quanto de Vitória. Porque se o que praticam em campo é algum esporte que está para ser inventado, os adversários insistem, resolutos, em jogar o tal do ludopédio. Assim fica difícil competir. E vão os rivais soteropolitanos amontoando eliminações e vexames.

Pobre futebol (futebol?) baiano. Onde moram suas ideias? Onde foi parar a verticalidade de um jogo que parte para cima puxando o grito da torcida, pressionando os oponentes até cederem (lá eles) ao poderio de Charles, Bobôs, Rickys e Petkovics? Onde se esconde a rivalidade que puxa pra cima, em vez de se amarrar numa âncora em alto mar?

Façam renascer, pelo bem da terra que é boa e única, o futebol que excita, que move e comove!

Mesmo que, para isto, uma correção de rumo seja tomada. Conserte-se a bússola das pranchetas que não sabem para onde vão, mas para o alto e avante é que não é. Assimile-se que a dor das derrotas consecutivas e o tempo investido numa escalada irracional pioram cada vez mais a perspectiva de ambos. Decerto, o prejuízo pela mediocridade prolongada pode ser maior que o desfalque financeiro das rescisões de agora.

Ressurja, ludopédio da Bahia! Até lá, La Fúria não é apenas o nome de uma banda, mas o sentimento certeiro de toda uma nação que ama o futebol.

Gabriel Galo é escritor

***

O CORREIO entende a preocupação diante da pandemia do novo coronavírus e que a necessidade de informação profissional nesse momento é vital para ajudar a população. Por isso, desde o dia 16 de março, decidimos abrir o conteúdo das reportagens relacionadas à pandemia também para não assinantes. O CORREIO está fazendo um serviço de excelência para te manter a par de todos os últimos acontecimentos com notícias bem apuradas da Bahia, Brasil e Mundo. Colabore para que isso continue sendo feito da melhor forma possível. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/youtuber-compra-mansao-de-r-65-milhoes-apenas-para-gravar-videos/
Camila Loures disse que seguirá morando em sua antiga residência
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/daniela-faz-live-nesta-sexta-feira-29-com-transmissao-no-multishow/
Apresentação da cantora será em casa e terá clássicos como O Canto da Cidade, além de canções novas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/na-frente-do-stf-bolsonarista-sara-winter-xinga-moraes-e-ameaca-persegui-lo-assista/
Alvo de operação da PF contra rede de fake news, ativista convocou manifestantes para acampar na frente da casa de ministro do Supremo
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/duster-2021-veja-tudo-que-mudou-no-suv-da-renault/
Jornalista automotivo testou o modelo e apresenta suas impressões
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/novelas-classicas-chegam-ao-globoplay-e-a-favorita-e-a-primeira/
'Laços de Família', 'Vale Tudo' e 'Tieta' estão entre as próximas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/sao-joao-parte-1-dia-de-tradicao-antecipada-teve-licor-e-forro-em-familia-em-salvador/
Para aliviar tensão da pandemia, muita gente recorreu ao humor e, claro, ao rango típico nessa segunda-feira atípica
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/anitta-x-leo-dias-entenda-o-conflito-entre-a-cantora-e-o-jornalista/
Cantora afirmou que era ameaçada e chantageada há alguns anos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/veja-dicas-para-se-dar-bem-nas-selecoes-de-emprego-pela-internet/
Especialistas selecionam uma série de orientações importantes para fazer bonito nas entrevistas
Ler Mais