Diretoria tricolor vai pedir áudio da comunicação entre árbitros

e.c. bahia
25.10.2018, 00:27:00
Árbitro Fernando Rapallini anula primeiro gol do Bahia após consultar vídeo (Betto Jr / CORREIO )

Diretoria tricolor vai pedir áudio da comunicação entre árbitros

Volante Elton mostra indignação com segundo gol anulado: "Pra mim o pior foi o impedimento"

A indignação após o final da partida foi geral entre jogadores, comissão técnica e cúpula do Bahia. A diretoria, inclusive, afirmou que irá solicitar à Conmebol o áudio da comunicação entre o juiz argentino Fernando Rapallini e os árbitros de vídeo nos lances dos dois gols anulados. 

"Eu sou um defensor do VAR e serei sempre. Tenho uma leitura de que o VAR tem que vir para melhorar. Mas tem dois problemas aí. O primeiro é a interpretação em si, a análise do ser humano. Enquanto a gente não melhorar a arbitragem, não adianta colocar câmera para o mesmo árbitro despreparado olhar e ver a mesma coisa e ter interpretações. Se um cara é despreparado sem olhar a câmera, ele também é despreparado olhando a câmera. Não é a câmera que vai resolver, não é o vídeo que vai resolver", afirmou o presidente Guilherme Bellintani.

O dirigente complementou: "E a segunda coisa, muito importante. O VAR só deve mudar o que foi marcado em campo se o árbitro tiver convicção do contrário. Ele deve olhar e dizer: a imagem que eu estou vendo me mostra algo muito contrário ou exatamente o contrário do que eu marquei. Se me mostra o contrário, eu vou voltar atrás no lance", reclama o presidente tricolor.

Para o volante Elton, a anulação do gol de Ramires, principalmente, foi equivocada. "Fica difícil, cara. Quem olha o placar, 1x0 para os caras, não vê o que foi o jogo. Nossa equipe em cima, conseguindo fazer as jogadas e, quando não é para prejudicar nenhum lado, entra o vídeo e cancela. Pra mim o pior foi o impedimento. Não tinha como, o lateral esquerdo dá condições, mas eles falam que tem uma câmera que coloca uma linha imaginária. Peço que vocês ajudem que no jogo de volta não pode acontecer isso", desabafou. 

O jogador, mesmo assim, se manteve confiante em conquistar a classificação em Curitiba, dia 31. "Dá sim. A gente está ganhando fora no Brasileiro, coisa que não acontecia. Com o jogo que fizemos hoje... Vamos virar a chave agora contra o Corinthians, buscar os três pontos e depois ir lá conseguir o triunfo, sair classificado e fazer história no Bahia".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas