Dois homens são mortos a tiros durante ação da PM em Cajazeiras

salvador
09.02.2019, 15:28:00
Atualizado: 09.02.2019, 19:21:04
(Foto: Divulgação/SSP)

Dois homens são mortos a tiros durante ação da PM em Cajazeiras

Armas e drogas foram encontradas com suspeitos, diz polícia

Dois homens, identificados como Felipe Pereira dos Santos, 25 anos, e Weslley Neris de Jesus, 25, foram mortos a tiros após suporto confronto com a Polícia Militar, na tarde desta sexta-feira (8), no bairro de Cajazeiras, em Salvador.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) afirmou que policiais encontraram armas e drogas com os suspeitos.

A SSP afirmou que policiais do Pelotão Especial Tático Ostensivo (Peto) da 50ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Sete de Abril) foram informados, por meio de denúncia anônima, que havia homens armados na Avenida 29 de Março. 

Ao chegar, os militares, ainda segundo a SSP, se depararam com os sueptisos - que teriam reagido.

Os militares entraram em uma perseguição, iniciada após Felipe e Weslley entrarem em um matagel da região. A SSP-BA afirma que houve confronto e os dois acabaram atingidos.

A nota diz que os suspeitos chegarem a ser socorridos pela guarnição até o Hospital Eládio Lassere, onde não resistiram aos ferimentos e morreram.

A carabina calibre 38, um revólver calibre 44, munições, 170 pedras de crack, 33 pinos de cocaína, 29 trouxas de maconha, além de documentos de outras pessoas, segundo a polícia, encontrados com os mortos, foram apreendidos.

"Ampliamos as ações naquele trecho devido as constantes denúncias de dois homens armados e venda de drogas. Localizamos os criminosos, mas infelizmente eles preferiram revidar", comentou o comandante do Policiamento na Região Integrada de Segurança Pública (Risp) Central, coronel Anildo Rocha.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas