Dona da Ricardo Eletro reverte na Justiça decisão que decretou sua falência

economia
10.06.2022, 21:45:51
(Foto: Divulgação)

Dona da Ricardo Eletro reverte na Justiça decisão que decretou sua falência

A companhia agora volta a ser um negócio em recuperação judicial

A Máquina de Vendas conseguiu reverter a decisão judicial que decretava a sua falência. Em decisão publicada nesta sexta-feira, 10, o Tribunal de Justiça de São Paulo aceitou os argumentos da dona da marca Ricardo Eletro. A companhia agora volta a ser um negócio em recuperação judicial.

O presidente e controlador da Máquina de Vendas, Pedro Bianchi, afirmou ao Estadão que, com a reversão, a empresa levará adiante os planos de voltar a ampliar a operação, que hoje se resume a um site com poucos produtos. "Os fundamentos (da decisão) do juiz estão suspensos, mas isso não significa que a nossa vida será fácil. Estamos com muitos temas a enfrentar, mas o melhor é que estamos com a operação viva", diz Bianchi.

De acordo com Bianchi, nenhum dos 17 mil credores pediu a falência da companhia, que segue com os planos de retomar as operações nas próximas semanas. O Estadão conversou com um credor da empresa, que afirmou que realmente não tinha intenção de pedir a falência da Máquina de Vendas.

É um caminho ladeira acima e em um patamar muito diferente do já visto pelo negócio em seu auge. A Máquina de Vendas, que chegou a ter 1,2 mil lojas e a faturar R$ 9,5 bilhões, rivalizando com gigantes como Casas Bahia, Ponto e Magazine Luiza. A companhia, além da Ricardo Eletro, também concentrava bandeiras como CityLar e Insinuante.
 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas