Eduardo Bolsonaro elogia destituição da Suprema Corte de El Salvador

mundo
03.05.2021, 11:22:00
(Arquivo AFP)

Eduardo Bolsonaro elogia destituição da Suprema Corte de El Salvador

Assembleia Legislativa dominada por governistas trocou os cinco juízes

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), elogiou nesta segunda-feira (3) a remoção de todos os juízes da Suprema Corte de El Salvador.

A Assembleia Legislativa do país, de maioria governista, aprovou ontem a destituição dos cinco juízes da corte e do procurador-geral. 

Recentemente, a Suprema Corte tomou decisões que foram contrárias a determinações do presidente Nayib Bukele. Este chamou o acontecido de "limpeza de casa".

No Twitter, Eduardo Bolsonaro elogiou o processo, afirmando que os ministros foram removidos por "interferirem no Executivo" e que foi "tudo constitucional". "Juízes julgam casos, se quiserem ditar políticas que saíam às ruas para se elegerem", acrescentou. Ex-presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) comentou hoje o post de Eduardo, que classificou de "muito grave". 

No Brasil, Eduardo Bolsonaro tem um histórico de fala contra o Supremo Tribunal Federal (STF). Em 2018, chegou a dizer que bastava "um soldado e um cabo" para fechar a Corte. "Se prender um ministro do STF, você acha que vai ter uma manifestação popular a favor do ministro do STF, milhões na rua?", disse, na ocasião.

El Salvador
O presidente Bukele pediu que a comunidade internacional não interfira no seu país. "Com todo o respeito: estamos limpando nossa casa e isso não é da sua conta", escreveu. 

O caso foi classificado como "golpe" por organizaçoes da sociedade civil do país. 

"Condenamos categoricamente este golpe de Estado, avalizado pelo presidente Bukele e executado por deputados dos partidos Novas Ideias, Gana, PCN e PDC", todos aliados do governante, disseram em um comunicado 25 organizações da sociedade civil salvadorenha, entre elas sindicatos patronais.

A nova Assembleia Legislativa, que tem 61 aliados do presidente do total de 84 parlamentares, tomou como primeir damedida a destituiçãos dos membros da Suprema Corte. Os substitutos, que já estavam com nomes prontos, foram imediatamente nomeados.

O procurador-geral Raúl Melara, questionado por ter filiações com o partido opositor Arena, também foi deposto. O substituto, Rodolfo Delgado, foi eleito na madrugada de domingo.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas