'Ele me matou por dentro', diz jovem tatuada à força com nome de ex

em alta
23.05.2022, 15:47:00
(Pedro Melo/TV Vanguarda)

'Ele me matou por dentro', diz jovem tatuada à força com nome de ex

Thayane já tinha uma medida protetiva contra o ex, que a sequestrou e a manteve em cárcere privado

A jovem Tayane Caldas, de 18 anos, que viralizou após ter o rosto tatuado à força pelo ex-namorado, Gabriel Henrique Alves Coelho, disse que foi  sequestrada e mantida em cárcere no fim de semana, em Taubaté, São Paulo. Em entrevista ao g1 nesta segunda-feira (23), revelou também que o ex já havia a marcado com seu nome com tatuagens no seio e na virilha.

“Quando eu olhei, não era mais eu, não sou eu com isso aqui. Para mim, ele me matou por dentro, acabou comigo com uma forma de me marcar e dizer que eu sou propriedade dele”, disse Tayane ao portal.

Gabriel Coelho foi preso e levado ao Centro de Detenção Provisória após a família da jovem denunciar o caso.

A jovem, que já foi vítima de violência doméstica, contou que foi abordada ao sair de casa na sexta-feira (20) para ir a um curso. Thayane foi levada até a casa do Gabriel, onde passou por uma sessão de tortura, com agressões e ofensas, segundo relata.

“Logo depois das agressões, ele amarrou os meus dois braços e falou que ia tatuar meu rosto. Eu chorei, implorei. Eu pedi para ele não fazer isso porque ia destruir a minha vida e ela disse que faria mesmo assim. E enquanto eu gritava, ele me batia. Eu só vi a tatuagem pronta depois e só conseguia chorar”, disse ao g1.

Ela já tinha uma medida protetiva contra o ex e, por isso, a mãe a acompanhava toda vez que ia sair de casa. Quando soube do sequestro, ela ainda tentou conversar com o jovem, que encaminhou um áudio dizendo que não adiantava ela pedir, que nada ia mudar.

Quando conseguiu fugir da casa onde era mantida em cárcere, no sábado, foi acolhida pela mãe com hematomas por todo o corpo e a tatuagem no rosto. Ele foi preso por descumprimento de medida protetiva.

A Delegacia da Mulher investiga um vídeo que o agressor apresentou, em que Tayane dizia permitir a tatuagem. A jovem contou ter sido amarrada para que a tatuagem fosse feita.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas