Em greve, professores fazem 'lavagem' em frente à Secretaria da Educação de Salvador

salvador
26.05.2022, 15:15:00
(Divulgação/APLB)

Em greve, professores fazem 'lavagem' em frente à Secretaria da Educação de Salvador

Categoria protesta e pede reajuste de 23%

Professores da rede municipal de Salvador fizeram uma manifestação nesta quinta-feira (26) diante da sede da Secretaria Municipal de Educação (Smed). O protesto é mais uma pressão em busca de acordo e pelas reivindicações da categoria, que está com as atividades paralisadas há uma semana.

Com vassouras e outros materiais de faxina na mão, eles fizeram uma "lavagem" em frente ao prédio, que fica em Ondina. Os professores pediram reajuste de 33,24%, para equiparar o salário ao piso, correção no auxílio alimentação, avanço de níveis no plano de carreira, convocação de novos concursados e alteração na jornada de trabalho.

O Sindicato dos Trabalhadores de Educação do Estado da Bahia (APLB) apresentou depois uma contraproposta com reajuste de 23%, mais duas referências.

Para a Smed, contudo, os professores já recebem acima do piso nacional, que é de R$ 3.845 desde fevereiro, ao se somar todos os benefícios. A atual proposta da secretaria é de 6% de reajuste e duas progressões de nível. Contando os benefícios, o reajuste ficaria em 11,37%.

Em assembleia ontem, a categoria decidiu manter a greve, que começou no último dia 19. Uma nova assembleia será realizada na próxima sexta-feira (27), novamente Ginásio de Esportes dos Bancários, no Centro de Salvador.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas