Em luta contra o rebaixamento, Bahia encara Atlético, no Mineirão

e.c. bahia
13.02.2021, 05:00:00
Artilheiro do Bahia no Brasileirão com nove gols, Gilberto é a esperança tricolor contra o Atlético-MG (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Em luta contra o rebaixamento, Bahia encara Atlético, no Mineirão

Tricolor entra em campo neste sábado (13), às 19h, precisando vencer

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A meta do Bahia no Campeonato Brasileiro é uma só: permanecer na primeira divisão. Pela frente, apenas mais três jogos para concluir o objetivo. O primeiro será neste sábado (13), quando visita o Atlético-MG, às 19h, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte. 

Com 37 pontos, o Bahia inicia a 36ª rodada na 16ª colocação, empatado em pontuação com o Vasco, mas leva vantagem no número de vitórias. Por isso, para não correr o risco de entrar na zona de rebaixamento, precisa do triunfo. 

A tarefa não é fácil. Fora ter que alcançar os pontos necessários para evitar a queda à Série B, o duelo contra o time mineiro vai representar um outro grande desafio para o Bahia. No Mineirão, estarão frente a frente o melhor mandante e o pior visitante da Série A 2020. 

Atual terceiro colocado e de olho no título, o Atlético-MG é também a equipe que mais pontos somou atuando em casa. O Galo venceu 13 dos 17 jogos em Minais Gerais, empatou três e perdeu só uma, para o Athletico-PR, por 2x0. 

Por outro lado, o Bahia conquistou apenas dois triunfos em 17 partidas fora de Salvador, além de cinco empates e dez derrotas. 

Apesar do retrospecto ruim, o técnico Dado Cavalcanti destaca que as estatísticas não entram em campo e confia que a sua equipe vai se portar bem. “Para o momento, (peso) nenhum. É pensar a estratégia do jogo. Nos jogos que fizemos, excluindo o segundo tempo do jogo contra o Sport, que foi ridículo, em todos os outros momentos o Bahia se igualou com o adversário. Empatamos com o Vasco, com Atlético-GO, igualamos contra o Grêmio e fomos muito melhor do que o Sport no primeiro tempo. Os números frios não vão comprometer nesse estágio que estamos de muito concentração para o jogo contra o Atlético-MG”.

Apesar das dificuldades colocadas, os tricolores têm motivos para se apegar ao fio de esperança. Vencer o Atlético-MG não seria algo inédito para o Bahia na atual edição. No primeiro turno, o Esquadrão deu 3x1 de virada em Pituaçu. 

Por sinal, o Bahia tem conseguido fazer frente ao Galo nos confrontos recentes. Nos últimos dez jogos entre as equipes, venceu três, empatou seis e perdeu um. Dos três triunfos conquistados, dois foram em Belo Horizonte. Na temporada passada, Gilberto marcou o único gol do 1x0 no Independência. E em 2017, foi Juninho quem balançou as redes duas vezes e decretou a vitória por 2x0. 

“Temos força para buscar. Temos condições de sair dessa situação e vamos continuar com a luta de sempre”, continuou Dado Cavalcanti. 

Desfalcado pela covid-19
A principal novidade do Bahia vai estar no gol. Mateus Claus assume a condição de titular enquanto Douglas se recupera de lesão no joelho. O mesmo acontece com o lateral Matheus Bahia, que volta após passar período machucado. 

No meio-campo, Rodriguinho deve herdar a vaga de armador, já que o Bahia não poderá contar com Daniel, suspenso, e Ramon foi isolado por causa da covid-19. Além dele, Thiago, Fessin e Alesson também testaram positivo. Assim, Gabriel Novaes segue no trio de ataque. 

Além de vencer o Atlético-MG, um outro caminho para o Bahia escapar da degola é o de secar os adversários, principalmente o Vasco. Caso os cariocas percam do líder Internacional, em São Januário, o Esquadrão garante pelo menos mais uma rodada fora do Z4.

Outro rival que o Bahia precisa ficar atento é o Goiás. O esmeraldino tem 33 pontos e recebe o já rebaixado Botafogo na Serrinha, em Goiânia.

Prováveis escalações: 

Bahia: Mateus Claus, Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca e Matheus Bahia; Ronaldo, Gregore e Rodriguinho; Rossi, Gilberto e Gabriel Novaes. 

Atlético-MG: Everson, Guga, Réver e Junior Alonso; Hyoran, Alan Franco, Jair e Guilherme Arana; Vargas, Sasha e Savarino. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas