Em novo livro infantil, J.K. Rowling volta a falar de temas sensíveis

sua diversão
27.12.2021, 06:00:00
A escritora J.K. Rowling (divulgação)

Em novo livro infantil, J.K. Rowling volta a falar de temas sensíveis

Jack e o Porquinho de Natal, de Rowling, aborda perdas e amizade; duquesa Meghan Markle lança o livrinho Seu Banco, que fala da família

Criadora do mundo de Harry Potter, J.K. Rowling é dona de uma escrita muito cativante e consegue criar narrativas que falam sobre situações e feridas sociais corriqueiras de maneira leve, variando do implícito ao explícito com muita leveza. E é dessa maneira que a autora compôs o  romance infantil Jack e o Porquinho de Natal (Rocco | R$ 59,90 no site da editora e R$ 33,20 na Amazon | 320 páginas), lançado mundialmente em outubro. 

A sinopse descreve o livro como uma emocionante e empolgante aventura sobre o amor de uma criança pelo seu tesouro mais precioso e até onde ela está disposta a ir para encontrá-lo. Uma fábula apaixonante para toda a família, escrita por uma das maiores contadoras de histórias do mundo.

Na trama, o menino Jack, de 7 anos, tem um porquinho de pelúcia cor-de-rosa que ele chama de O Poto. O bichinho vive ao lado do garoto em seus bons e maus momentos. A sintonia é tanta Jack às vezes pensa que Poto é de carne e osso - e mais, lhe  entende perfeitamente. O ponto de virada na história é quando, em plena véspera de Natal, O Poto se perde após uma discussão entre Jack e a irmã. Ele ganha, então, um novo brinquedo: um outro porquinho de Natal. 

Apesar de adorar o menino, o substituto arma um plano para que a dupla reencontre O Poto, melhor amigo de Jack. Para tanto, mergulham num mundo mágico, dentro de um ambiente onírico onde os dois vivem uma série de aventuras em busca do objetivo comum.

“Essa é uma história que mora no fundo do meu coração. Poder finalmente libertá-la foi uma experiência feliz e catártica”, disse a autora nos agradecimentos do livro, onde revela que demorou anos para escrevê-lo. Ela revelou que, embora tenha o cerne da história na sua cabeça, suas inspirações para esse conto de Natal foram Charles Dickens e Lewis Carrol.

Capa de Jack e o Porquinho de Natal (Divulgação)

Através desta fábula, Rowling fala sobre relações familiares, as dificuldades para crianças entenderem uma iminente separação e tenta explorar a mente infantil em momentos de dificuldades. Em entrevista à BBC, a autora mencionou que sua obra fala de temas como resiliência, tolerância, autoconhecimento e, principalmente, sobre amor como um método para mudar e transformar realidades. Aquele amor que consegue fomentar novos mundos e dá esperança até para buscar universos considerados utópicos.

Apesar de ser uma pessoa que frequentemente se envolve em polêmicas por não ter freio em opiniões transfóbicas que acabam inflamando boa parte dos fãs, J.K Rowling é uma autora que consegue dialogar, através de sua obra, com o íntimo de pessoas de várias idades em seus trabalhos. Essa empatia já havia sido evidenciada durante as narrativas da saga Harry Potter, sua obra-prima, e também é dessa maneira que ela volta a trabalhar nesse livro infantil que pode ser lido por pessoas de todas as idades.

O livro conta com ilustrações em preto e branco do designer de personagens e diretor de animação Jim Field, artista que criou histórias infantis premiadas como Oi, Frog! e Um Leão na Caixa de Cereais. 

Ficha
Livro: Jack e O Porquinho de Natal
Autora: J.K. Rowling
Editora: Rocco
Preço: R$ 59,90 na editora | R$ 33,20 na Amazon
Páginas: 320

Livro infantil de Meghan Markle é fofo e fala de relação entre pai e filho

“Este é o seu banco.
Vida nova vai começar
para você e nosso dengo
e toda família brincar”

Esse é o começo do poema que Meghan, a duquesa de Sussex, escreveu para seu marido, o príncipe Harry, após o nascimento de Archie Harrison Mountbatten-Windsor, o primeiro filho do casal, hoje com dois anos. Seu Banco virou um livreto daqueles com toda a cara de infantil: páginas grandes, poucas palavras e muitas ilustrações. Nesse banco, diz Markle, pai e filho vão se encontrar muitas vezes ao longo da vida: nas horas de alegria e celebração, mas também naquelas de consolo e acolhida. 

Ilustrado por Christian Robinson, o livro foi lançado no Brasil pela Companhia das Letras (R$ 59,90 | 48 páginas) e tem tradução feita por Nina Rizzi. “Esse poema se transformou nesta história. Christian criou belas e etéreas ilustrações em aquarela que capturam o aconchego, a alegria e o conforto do relacionamento entre pais e filhos em todas as etapas da vida”, disse a autora em comunicado após o lançamento do livro nos EUA, onde mora com Harry e os dois filhos, Archie e Lilibet Diana, de seis meses.

Poesia de Meghan Markle virou livro infantil (Foto: Divulgação)

O livro já foi motivo de polêmica e rendeu ataques de haters à Megan Markle. Isso porque ela foi acusada de plagiar uma outra obra, chamada ‘ Menino no Banco, da autora britânica Corrinne Averiss, especializada em livros infantis. Ela é a autora de My Pet Star, com o qual ganhou o prêmio Sainsbury’s Children’s Book of the Year, e já foi indicada para outros prêmios literários, como Stockport e Dundee Children’s Book Awards. Corrinne tem mais de 450 mil exemplares vendidos e a maioria de suas obras trata de temas relacionados com a identidade e o sentido de pertencimento das crianças. 

Para desgosto dos haters, a própria autora saiu em defesa de Meghan Markle e falou que seu livro de poesia não tem qualquer semelhança com o tema ou a história de O Menino no Banco.

O príncipe Harry, a esposa Meghan e os filhos Archie e Lilibet Diana (divulgação)

Longe da família real, Príncipe Harry e Meghan Markle estão vivendo uma vida completamente diferente. Em entrevista ao programa The Me You Can't See, o príncipe voltou a falar sobre essa nova fase com a esposa e os dois filhos, garantindo que, se pudesse, teria feito diferente em algumas ocasiões: “Meu maior arrependimento é não ter assumido uma postura mais rígida no início do meu relacionamento com minha esposa e não ter reclamado do racismo quando aconteceu”.

Ficha
Livro
: Seu Banco
Autora: Meghan, Duquesa de Sussex
Editora: Companhia das Letras
Preço: R$ 59,90 
Páginas: 48

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas