Em reabertura da Câmara, Bruno Reis faz balanço do primeiro ano de gestão

salvador
02.02.2022, 12:05:08
(Foto: Valdemiro Lopes / Divulgação)

Em reabertura da Câmara, Bruno Reis faz balanço do primeiro ano de gestão

Para 2022, foco será em saúde, educação e tecnologia

A saúde seguirá sendo a prioridade da gestão municipal em 2022. A declaração foi dada pelo prefeito Bruno Reis durante a cerimônia de abertura dos trabalhos da Câmara Municipal de Salvador na manhã desta quarta-feira (2).

Em seu discurso, Bruno fez questão de ressaltar o caráter democrático da Câmara, dizendo que, apesar de haver discordâncias pontuais entre a casa e o executivo municipal, um consenso é sempre alcançado para o melhor de Salvador.

"O que me emociona é a convicção de que juntos estamos conseguindo superar os grandes desafios trazidos pela pandemia. E a certeza de que estamos fazendo nossa cidade dará volta a por cima. E se temos sucesso nessa empreitada é porque trabalhamos com harmonia nessa casa legislativa", disse Bruno Reis.

O discurso de união foi reiterado pelo presidente da Câmara, Geraldo Júnior. Ele destacou oposição, situação e o poder executivo irão atuar juntos. "Vamos seguir trabalhando", disse o chefe da casa.

Prioridade na Saúde
O prefeito aproveitou a oportunidade para fazer um balanço de seu primeiro ano de mandato na prefeitura de Salvador. Ele destacou a forma como a prefeitura enfrentou a pandemia de covid-19, com investimentos de R$ 2,2 bilhões.

"2021 foi o ano da vacinação e com toda certeza salvou milhares de vidas em nossa cidade e impediu que nosso sistema de saúde entrasse em colapso. O nosso propósito hoje é de continuar a priorizar a qualidade do atendimento da saúde pública", destacou Reis.

Para 2022, a intenção do prefeito é seguir investindo em infraestrutura, construindo e reformando unidades de saúde. "Em 2012 tínhamos apenas uma UPA, hoje já temos 10", comparou.

Educação e tecnologia
Além de saúde, o prefeito também passou boa parte do seu discurso falando sobre educação e tecnologia - que devem andar juntos na visão dele. Em seu primeiro ano de gestão, foram R$ 300 milhões investidos, com a construção de 6 escolas e ampliação de 29.

Ele falou também sobre a implantação da escola municipal digital, no Comércio. O projeto, feito em parceria com o Senai, visa criar mão de obra para o segmento de tecnologia. "O prédio onde será feita já está escolhido, será na Praça da Inglaterra", anunciou.

Também deve ser inaugurado nos próximos anos a Doca 1, que promete ser o maior polo de economia criativa do Brasil. "Estamos investindo em novos modelos de desenvolvimento, diversificando as atividades para criar mais emprego e renda", comemorou.

Além disso, também serão instalados pontos de WiFi gratuíto em praças e prédios públicos, além da compra de 108 mil tablets e 8 mil Chromebooks, ao custo de R$ 120, sendo que a maioria são destinados a alunos e professores da rede municipal.

"Serão utilizados principalmente para atividades no período oposto. Como tivemos muitos prejuízos educacionais com a pandemia, esse projeto busca minimizar essas perdas", disse o prefeito.

'Capital cultural'
Bruno também anunciou a criação de um novo auxílio emergencial para ajudar os artistas e agentes culturais de Salvador. Informações como valores e datas não foram divulgados.

Outros investimentos na cultura também foram recordados, como as requalificações da Colina Sagrada, Praça Cayru, Terreiro de Jesus, Ladeira da Montanha, dentre outros.

Também foi celebrada a inauguração do museu Cidade da Música, no Comércio. Bruno também disse que até o meio do ano devem ser inaugurados o Museu da História de Salvador e do Arquivo Público.

"Se tem uma coisa de que todos nós devemos nos orgulhar é o fato de termos conseguido devolver a Salvador o posto de capital cultural deste País. Ao longo dos últimos anos, realizamos um grande programa de revitalização do nosso valioso patrimônio histórico, artístico e cultural", disse.

Além disso, o prefeito anunciou a criação de um novo Planejamento Estratégico para direcionar melhor as atividades, metas e objetivos da Prefeitura de Salvador até o ano de 2024, quando se encerra seu mandato.

"Salvador é uma cidade maravilhosa, uma das cidades mais admiradas do Brasil, mas com problemas históricos que vão levar ainda muito tempo para serem resolvidos. Com garra, planejamento e dedicação vamos dar a  volta por cima, mesmo com essa pandemia insistindo em não nos deixar. Projetamos um futuro grandioso para a nossa cidade, com uma economia cada vez mais dinâmica, com a justiça social e a dignidade sendo a força propulsora de um novo tempo", disse Bruno Reis.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas