Em restrição, Mata de São João registra 12 novos casos da covid-19

coronavírus
21.06.2020, 12:16:00
Atualizado: 21.06.2020, 12:51:11
Praia do Forte iniciou restrição de veículos que entram na Vila (Foto: Divulgação)

Em restrição, Mata de São João registra 12 novos casos da covid-19

Barreiras foram montadas para impedir a entrada de turistas no município e em Praia do Forte

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


Para quem precisa se deslocar entre Mata de São João e Praia do Forte, o final de semana ficou ainda mais diferente. Desde o último sábado (20), a região iniciou um período de restrição de oito dias no acesso às duas localidades como medida para combater a propagação do novo coronavírus.

Barreiras sanitárias foram montadas nas entradas de Mata de São João e em Praia do Forte, balneário que faz parte do município. Com o auxílio da polícia militar e a presença de técnicos de enfermagem, está sendo feito o controle de veículos que entram na cidade.

Apenas moradores, trabalhadores e prestadores de serviços, que deverão comprovar residência ou atividades na região, estão permitidos. Para quem mora em Praia do Forte, é possível ter o acesso garantido através de adesivo veicular disponibilizado pela prefeitura entre o final de 2019 e início de 2020, além de recibos de água, luz, IPTU, telefone ou correspondências bancárias. 

Após comprovarem o direito de passar, os ocupantes dos carros têm a temperatura verificada e se não apresentarem febre, podem seguir viagem. Não será permitida ainda a entrada de veículos cuja atividade econômica seja o transporte de passageiros, como táxis, vans e ônibus de turismo.

A medida foi tomada pela prefeitura de Mata de São João como forma de prevenção e preocupação com o crescente número de casos do coronavírus na cidade e em municípios vizinhos, como Dias D'Ávila, Camaçari, Lauro de Freitas e Salvador.

De acordo com o último balanço divulgado pelas autoridades sanitárias da cidade, Mata de São João registrou 12 novos casos da covid-19 no último sábado (20), quando a restrição foi iniciada.

Até o momento, a cidade tem 123 casos do coronavírus registrados e outros 50 em monitoramento. Uma pessoa morreu em decorrência da doença. Os casos do coronavírus se dividem na área administrada pelo município e inclui regiões turísticas como Baixio (4), Bom Jesus (18), Imbassaí (1), Sauipe (1) e Praia do Forte.

Prefeito de Mata de São João, Marcelo Oliveira explica que a restrição é uma medida dura para os moradores da cidade, mas alerta para a necessidade da ação por conta da proximidade do São João, mesmo com o adiantamento do feriado em algumas regiões.

“Sabemos que é um período de tradição, de confraternização e que muitos matenses recebem parentes e amigos. Mas nossa saúde está acima de tudo”, explica o prefeito. “Para o próprio bem dos matenses, peço a colaboração de todos, para não convidarem pessoas para o São João em Mata. Convença que não é tempo de comemorar, mas de se proteger. Que no ano que vem, com fé em Deus, todos estarão juntos outra vez”, apela.

Turismo afetado
Um dos maiores polos turísticos da Bahia, Praia do Forte tem sofrido com a queda de veranistas desde o início da pandemia. As poucas pessoas que têm se arriscado em rumar para o litoral não são suficientes para aquecer a economia.

Com as restrições de segurança e o medo de contágio por coronavírus, a região viu a movimentação de turistas despencar ainda mais. Muito dos comércios localizados na vila estão de portas fechadas. Já o restautrantes tiveram que se adaptar e mantêm apenas as cozinhas funcionando para o serviço de delivery. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/depois-de-zidane-renata-fan-recebe-parabens-de-david-beckham-assista/
Ex-jogador inglês enviou mensagem que foi reproduzida no ‘Jogo Aberto’, da Band
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/pf-cumpre-mandados-contra-quadrilha-que-fraudou-mais-de-r-4-milhoes-do-inss/
O grupo é investigado por, pelo menos, 80 benefícios previdenciários suspeitos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/5-filmes-que-voce-deve-assistir-para-apreciar-as-trilhas-de-ennio-morricone/
Compositor, que morreu aos 91 anos, era grande nome da música no cinema
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/rapper-baiano-hiran-lanca-segundo-disco-galinheiro/
Disco tem participações especiais de Tom Veloso, Majur e outros artistas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/serie-baiana-que-revela-salvador-sombria-ja-esta-disponivel-no-amazon-prime/
Produção tem roteiro e direção de Julia Ferreira, baiana que estudou cinema em Londres e Madri
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/netos-de-luiz-gonzaga-divulgam-nota-de-nojo-por-uso-de-musica-em-live-de-bolsonaro/
Jair Bolsonaro convidou o presidente da Embratur para tocar durante a live da última quinta
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/moradores-da-lapinha-falam-ao-contrario-e-tem-um-dialeto-o-gualin/
Há meio século, falar ao contrário é considerado sinal de pertença para os moradores “raiz” do bairro da Lapinha
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/elza-soares-aos-90-e-cheia-de-projetos/
Cantora lança releitura de 'Juízo Final' e faz live neste sábado (4), com participação de Flávio Renegado
Ler Mais