Empresas de energia solar vão investir R$ 600 milhões na Bahia

economia
15.09.2016, 03:26:00

Empresas de energia solar vão investir R$ 600 milhões na Bahia

Protocolos foram assinados por Rui Costa com a Enel Green Power e Globo Brasil

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Duas empresas de produção de energia solar vão investir R$ 600 milhões na Bahia. O valor consta dos protocolos assinados na quarta-feira (14) pelo governador Rui Costa e por representantes da Enel Green Power e Globo Brasil. 

O documento assinado com a primeira empresa é de garantia de continuidade de obras para a implantação do parque Horizonte, localizado no município de Tabocas do Brejo Velho. O projeto representa um investimento de US$ 110 milhões (R$ 366 milhões) e terá capacidade instalada de 103 MW. “A construção do Horizonte foi iniciada nesta semana”, afirmou o diretor de operações e manutenção da Enel Green Power, Nilton Moraes.

“Na Bahia, temos outras duas plantas em obras, a de Ituverava, que é a segunda maior da América Latina, com capacidade de 254 MW, e do complexo solar Lapa, com capacidade de 158 MW, em Bom Jesus da Lapa”, completou.

Uma vez concluídas, as três plantas serão capazes de gerar mais de 1,1 TWh por ano, o suficiente para atender a 545 mil lares brasileiros por ano, evitando a emissão de 649 mil toneladas de CO2 na atmosfera. 

O segundo protocolo, de intenções, este assinado com a Globo Brasil, é para a implantação de uma fábrica de painéis solares em Camaçari. “A Bahia é hoje o estado que está concentrando os maiores projetos de parques fotovoltaicos do país. Acreditamos que a energia solar vai dar os mesmos passos que a fonte eólica traçou no estado, formando toda uma cadeia produtiva”, disse Manuel Flávio Coelho, gerente de produção e qualidade da empresa. 

Como contrapartida, a empresa vai receber do governo isenção de ICMS para os componentes utilizados na montagem dos equipamentos. A unidade representa um investimento de R$ 244,77 milhões e vai gerar 300 empregos diretos.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas