'Encaro com serenidade, porque me preparei', afirma Bruno Pivetti

e.c. vitória
19.06.2020, 17:25:00
Atualizado: 19.06.2020, 20:25:19
Antes auxiliar, Bruno Pivetti é o novo técnico do Vitória (Letícia Martins/ Divulgação ECVitória)

'Encaro com serenidade, porque me preparei', afirma Bruno Pivetti

Novo técnico do Vitória fala com exclusividade ao CORREIO

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Vitória tem novo treinador. Bruno Pivetti foi efetivado no cargo na sexta-feira (19) após o clube comunicar a demissão de Geninho. “Nós ficamos muito sentidos pelo Geninho, porque além de ser um companheiro de profissão, um colega de trabalho, ele se tornou mais um amigo que fiz dentro do futebol. O Vitória hoje passa por um processo de reestruturação e nós sabíamos que algumas adequações necessitariam ser feitas”, afirmou Pivetti em entrevista exclusiva ao CORREIO. 

Em comunicado oficial, o rubro-negro informou que a mudança de comando ocorreu porque o clube passa por crise financeira. “A decisão do afastamento de Geninho do comando técnico foi tomada em função da busca incessante da direção atual do clube pelo equilíbrio financeiro diante da grave situação herdada de gestões anteriores, agravada com a considerável perda de receitas ocasionada pela pandemia do coronavírus”, diz um trecho da nota, que também informa a permanência de Bruno Pivetti no cargo até o final da temporada.

“Foi uma situação repentina, mas explicada por essa grave crise que todos nós estamos vivenciando devido a essa pandemia. Acho que isso vai atingir os clubes brasileiros de uma maneira contundente, uns vão sofrer mais, outros menos, mas todos vão ter dificuldade nesse período, assim como outros ramos de atividade econômica”, analisou Bruno Pivetti, que atuava como principal auxiliar técnico do Vitória e, pela primeira vez, assumirá um time profissional.

“O Vitória é minha primeira experiência como treinador, mas tenho uma bagagem muito grande como assistente técnico de grandes treinadores. Já trabalhei com Fernando Diniz, Antônio Carlos Zago, Paulo Autuori, PC de Oliveira, que é campeão mundial de futsal, o próprio Geninho, então tenho uma bagagem de vestiário nos últimos 15 anos bem vasta. Tenho certeza que me preparei bem tanto no teórico como no pratico para desenvolver bem essa oportunidade”, projetou Pivetti, 35 anos. 

O novo comandante chegou à Toca em agosto do ano passado, durante a Série B do Campeonato Brasileiro, após trabalhar como auxiliar de Paulo Autuori no Ludogorets, da Bulgária. Com o clube europeu,  conquistou o Campeonato Búlgaro e a Supercopa da Bulgária. “Quem me trouxe foi o presidente Paulo Carneiro. Já havíamos trabalhado juntos no Athletico-PR em 2015 e 2016, ele era o diretor na época. Desde que ele assumiu como presidente, sempre conversamos muito sobre metodologia de treinos, modelos, ideias de jogo e temos uma relação muito legal, próxima. Ele acabou me fazendo o convite e me sinto extremamente em casa”, contou Pivetti.

Além de Athletico-PR e Ludogorets, ele também atuou como auxiliar na Ferroviária-SP e no Grêmio Osasco. No Vitória, antes de trabalhar com Geninho, Pivetti exerceu a função tendo Carlos Amadeu como treinador. 

“Encaro essa oportunidade com muita serenidade, porque é algo para o qual me preparei. Acho que o clube se estruturou bem para poder tomar essa decisão, uma vez que estou na equipe desde agosto também responsável pela metodologia de treino, modelo de jogo das categorias de base. Tenho um conhecimento muito grande sobre todas as categorias. O presidente montou uma equipe excelente de trabalho, então tenho confiança absoluta nos profissionais que estarão à minha volta. Tomara que nós consigamos recolocar o Vitória na primeira divisão, pois essa é a nossa principal tarefa e é o principal objetivo da instituição”, completou ele, que atuou como técnico interino em dois clubes.

“No Athletico-PR, em 2016, tive a oportunidade de assumir dois jogos como treinador interino, aí o Paulo Autuori assumiu como principal e fiquei como primeiro assistente. Depois, na Ferroviária de Araraquara, quando teve a saída do PC de Oliveira, assumi a equipe para terminar a Série D do Brasileiro”, contou. 

A única vez que ele esteve no comando do Vitória à beira das quatro linhas foi em janeiro, no triunfo por 2x0 no jogo-treino contra o Bahia de Feira, no Barradão. Na ocasião, Geninho se recuperava de uma cirurgia nos olhos e Bruno Pivetti ficou responsável pela pré-temporada. 

O Vitória retomou as atividades na Toca do Leão na quarta-feira passada, após a Prefeitura de Salvador autorizar a reabertura dos centros de treinamentos de times de futebol profissional. O clube estava fechado desde o dia 17 de março por causa da pandemia de coronavírus. Nesse primeiro momento, as atividades estão sendo comandadas pelo preparador físico Ednilson Sena. O novo técnico acompanhou tudo de perto, mas ainda não sabe quando poderá assumir o time em campo. 

“Depende da evolução do quadro de pandemia. O Vitória está seguindo à risca as orientações dos órgãos competentes, principalmente o municipal, para que nós possamos resguardar a segurança de todos e contribuir para a atenuação do quadro de pandemia. Assim que os órgãos competentes autorizarem, nós vamos dar início ao trabalho, que na verdade já estamos desenvolvendo, mas de uma maneira online. Durante o período de quarentena, passava aos jogadores os conceitos táticos, análises de nossos jogos, algumas referências nacionais e internacionais, então esse trabalho tático tem sido feito, mas não em campo”, explicou Bruno Pivetti.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas