Engenheiro diz que prédio dá sinais antes de desabar; veja

salvador
24.01.2020, 05:01:00
Atualizado: 24.01.2020, 10:23:24
Momento em que o prédio desabou em Narandiba (Foto: Reprodução )

Engenheiro diz que prédio dá sinais antes de desabar; veja

Rachaduras são os alertas mais visíveis, mas existem outros

O Correio oferece acesso livre a todas as notícias relacionadas ao coronavírus. Entendemos que informação séria e confiável é importante nesse momento. Colabore para que isso continue. Assine o Correio.


O desabamento do prédio de quatro pavimentos no bairro de Narandiba, nesta quinta-feira (23), só não foi uma tragédia porque um vizinho percebeu rachaduras na estrutura e chamou a Defesa Civil, uma semana antes. A vistoria constatou que o edifício estava condenado e as famílias deixaram os apartamentos. Sete dias depois tudo desabou.

Segundo os especialistas, quando uma estrutura está comprometida ela dá sinais e, se estiverem atentos, os moradores podem corrigir as falhas a tempo ou evitar uma tragédia. Trincas e rachaduras são os alertas mais visíveis e seja nas paredes, vigas ou no piso, elas merecem atenção.

Rachaduras, umidade e recalque são sinais de que há algo errado (Foto: Arisson Marinho/ CORREIO)

Segundo o professor do curso de Engenharia Civil da UniFTC e especialista em Gestão e Gerenciamento de Obras, Antonio Carlos Totti Júnior, corrigir as rachaduras pode não ser suficiente. A orientação é procurar um engenheiro ou acionar a Defesa Civil para que um profissional identifique o que está causando o problema.

“Umidade excessiva também é um sinal, tanto nas paredes como no solo, de que alguma coisa pode não está bem. Situações de recalque, que as pessoas chamam de afundamento, são preocupantes. É aquela situação em que o piso fica desnivelado. Se engana quem pensa ‘ah, estou aqui há 2 ou 3 anos e nunca aconteceu nada, então, vou continuar’. O processo de colapso de uma estrutura é demorado, não acontece do dia para a noite, por isso, é preciso cuidado”, disse.

Outros sinais são mais sutis, mas também perceptíveis. Portas que de repente passam a emperrar, janelas que já não abrem com facilidade ou armários que começam a inclinar podem ser indícios de que a estrutura está cedendo.

Muitos erros surgem na construção (Foto: Arisson Marinho/ CORREIO)

Para o professor muitos desses problemas surgem devido a falhas na construção. Erros de cálculo na hora de distribuir o peso, e na quantidade e na qualidade dos materiais podem comprometer a casa ou o prédio.

“Uma estrutura é um sistema de distribuição de esforços, nada mais que isso. A laje distribui o peso para as vigas, as vigas para os pilares, os pilares para as fundações e as fundações para o solo. Se uma desses sistemas não tiver em equilíbrio, ou por algum motivo se desequilibrar, o sistema, que é de distribuição de energia, vai compensar repuxando alguma parte da estrutura e fazendo surgir trincas e outros problemas”, disse.

Confira o momento do desabamento do prédio em Narandiba:

Ele acredita que foi esse desequilíbrio que comprometeu o prédio que caiu em Narandiba. O especialista criticou o poder público por não evitar que esse tipo de construção irregular aconteça e cobrou que os responsáveis pelo desabamento desta quinta-feira sejam identificados e punidos. Segundo os moradores, o homem que levantou o prédio é conhecido apenas como Aristides.

Quem precisar de uma vistoria de imóvel pode entrar em contato com a Defesa Civil através do 199. É importante ter em mãos o número do CPF, endereço completo e um ponto de referência. Até às 22h desta quinta-feira, as equipes tinham avaliado 27 imóveis alagados e atendido 291 ocorrências.

***

O CORREIO entende a preocupação diante da pandemia do novo coronavírus e que a necessidade de informação profissional nesse momento é vital para ajudar a população. Por isso, desde o dia 16 de março, decidimos abrir o conteúdo das reportagens relacionadas à pandemia também para não assinantes. O CORREIO está fazendo um serviço de excelência para te manter a par de todos os últimos acontecimentos com notícias bem apuradas da Bahia, Brasil e Mundo. Colabore para que isso continue sendo feito da melhor forma possível. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/influenciadora-baiana-sthe-matos-volta-a-alfinetar-ex-abner-te-espero-no-tribunal/
Uma semana após polêmica com bebê, ex-casal continua brigando na web
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/nadal-grava-video-para-grupo-que-esta-confinado-em-sua-academia/
Tenista abriu o espaço para a quarentena de jovens alunos, jogadores e funcionários
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/carro-pega-fogo-perto-do-antigo-centro-de-convencoes-veja-video/
Corpo de Bombeiros esteve no local e incidente não deixou feridos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/danca-com-caixao-em-funeral-viraliza-na-web-veja-meme-feito-em-gana/
Brincadeira circula nas redes sociais e ajuda a aliviar tensão da quarentena
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/como-fazer-um-ovo-de-pascoa-em-casa-o-correio-te-conta/
Especialistas ensinam como fazer o melhor ovo de páscoa de dentro da sua cozinha
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/coronavirus-veja-quais-as-areas-do-carro-que-precisam-de-maior-cuidado/
Jornalista automotivo fala sobre limpeza e como manter o veículo guardado durante a quarentena
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/surto-de-lives-na-quarentena-transmissoes-ao-vivo-se-tornaram-comuns-e-ate-memes/
Confira também uma lista de perfis para acompanhar os 'ao vivo'
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/autor-de-video-compartilhado-por-bolsonaro-pode-pegar-6-meses-de-prisao/
Gravação trazia informações falsas sobre desabastecimento de alimentos
Ler Mais