Entidades do Turismo enviam carta a Bolsonaro pedindo volta do Horário de Verão

bahia
01.07.2021, 16:36:00
(Foto: Betto Jr/Arquivo CORREIO)

Entidades do Turismo enviam carta a Bolsonaro pedindo volta do Horário de Verão

Representantes da BA, PR e SC, além da Abrasel, citam hora a mais de atividades e economia de energia

Representantes do setor de Turismo da Bahia, Paraná e Santa Catarina, além da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), defenderam, através de uma carta enviada ao presidente Jair Bolsonaro, o retorno do Horário de Verão, medida que representaria, segundo argumentam, “uma valiosa ajuda do Governo Federal ao setor, que sofreu de forma desproporcional com as restrições impostas durante a pandemia”.

A lógica é que, quando os relógios de algumas regiões do país são adiantados em uma hora, “as atividades ligadas ao Turismo contam com uma hora a mais ainda durante o dia para receber turistas e clientes tradicionais”. 

Além disso, consideram que o horário diferenciado não gera grandes reduções no consumo de energia elétrica, mas estimula a adoção de novos hábitos de consumo e reflete positivamente para bares, restaurantes e meios de hospedagem.

A carta, assinada por dirigentes da Federação das Empresas de Hospedagem, Gastronomia, Entretenimento, Lazer e Similares do Estado do Paraná (Feturismo), a Federação Baiana de Turismo e Hospitalidade do Estado da Bahia (FeTur-BA), a Federação de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Estado de Santa Catarina (Fhoresc), a Federação de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Estado de São Paulo (Fhoresp) e a Abrasel, reforçam que a prática de adiantar o relógio em uma hora é um grande incentivo ao turismo do país e principalmente ao turismo interno.

Economia de energia
Ainda de acordo com a recomendação, o atual cenário dos reservatórios de hidrelétricas do país vem alarmando a sociedade e o Governo Federal. “Isso impacta não só no consumo, já que o racionamento se faz mais do que urgente, como também no bolso, visto que a conta de energia deve subir”, os membros do setor do Turismo, composto por hotéis, bares, restaurantes, cadeia produtiva de eventos.

A carta é assinada por Fábio Bento Aguayo, vice-Presidente Feturismo; Silvio Pessoa, presidente FeTur-BA; Estanislau Bresolin, presidente da Fhoresc; Nelson de Abreu Pinto, presidente Fhoresp; e Paulo Solmucci, presidente da Abrasel.

O Governo Federal respondeu a carta, nesta quinta-feira (1º), através do Gabinete Pessoal do Presidente da República. No ofício, o governo informou que encaminhou o pedido aos Ministérios de Minas e Energia e do Turismo, assim como à Casa Civil. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas