Escritório de advocacia entra na mira de nova fase da Faroeste

satélite
16.06.2020, 10:21:00

Escritório de advocacia entra na mira de nova fase da Faroeste


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um escritório de advocacia com trânsito livre na cúpula do Judiciário baiano está entre os principais alvos da próxima fase da Faroeste, prevista para ser deflagrada em breve. À Satélite, investigadores escalados para tocar a operação contra o esquema de grilagem e venda de sentenças no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ) revelaram que a banca comandada por advogados conhecidos pelas ligações com integrantes da Corte entrou na mira da Procuradoria-Geral da República (PGR) e da Polícia Federal (PF) após indícios fornecidos recentemente por um novo delator da Faroeste, cujo nome é mantido em sigilo. No entanto, fontes com acesso ao caso garantem que a futura etapa da investigação é baseada em depoimentos prestados por um dos desembargadores acusados de receber propina do esquema.

Stand by
Segundo apurou a coluna, a Faroeste mantém em compasso de espera outras ofensivas sobre magistrados do TJ e só não entrou em campo por causa de limites impostos pela pandemia.

Idas e vindas
Ainda de acordo com fontes da operação, as tratativas sobre uma eventual colaboração premiada entre a PGR e a desembargadora afastada Sandra Inês Moraes Rusciolelli estão avançadas, mas esbarraram na desconfiança de procuradores, que suspeitam de informações omitidas para proteger amigos. Sandra Inês foi presa dia 24 de março em ação controlada da PF. Na ocasião, os agentes federais monitoraram a entrega de R$ 250 mil pagos por um advogado que firmou delação com a Faroeste. O dinheiro estava na residência do filho da desembargadora, Vasco Rusciolelli, também preso por suspeita de operar propinas para a mãe.

Idas e vindas
A Justiça pode decidir a qualquer momento se determina ou não o afastamento definitivo de Almiro Sena do cargo de promotor do Ministério Público do Estado. Sena teve a demissão pedida pelo MP após ser condenado por assediar sexualmente três servidoras quando era secretário estadual de Justiça e Direitos Humanos, de 2011 a 2014. No último dia 28, o juiz da 4ª Vara Cível e Comercial de Salvador, George James Costa Vieira, abriu 15 dias de prazo para que o MP e a defesa do promotor digam se o processo está pronto para ser julgado.

Cadeias de risco
Relatório interno do sistema prisional do estado revelou a existência de 215 casos confirmados de covid-19 em 22 penitenciárias, presídios e unidades de detenção da Bahia até sexta-feira passada . Destes, 198 são servidores da área, contra 17 presos. Em primeiro lugar, com 73 casos, aparece o Conjunto Penal de Itabuna, seguido pelo Presídio de Salvador, com 28, e pelo Centro de Observação Penal (COP), também situado na capital, com 16. Há ainda mais de 1,2 mil casos suspeitos.

Visão turva
Auditoria do Tribunal de Contas do Estado (TCE) detectou falhas na transparência das despesas custeadas com verbas para a pandemia pelo governo baiano. Em especial, alertou o TCE, o portal destinado à divulgação dos gastos não contém todas as contratações realizadas.

Frase
"As academias são fundamentais para evitar o sedentarismo e doenças no isolamento social", Téo Senna, vereador pelo PSDB de Salvador, ao defender a reabertura de estabelecimentos para práticas esportivas e cuidados físicos

Pílula
De volta  Após 90 dias de esforços concentrados na cobertura da pandemia pelo CORREIO, a coluna volta a ser publicada regularmente de segunda a sexta. Aos leitores, agradecemos pela espera.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas