Espécie em extinção, arara azul era comercializada em pet shop no Bairro da Paz

salvador
07.12.2021, 08:31:00
(Foto: Divulgação/PM)

Espécie em extinção, arara azul era comercializada em pet shop no Bairro da Paz

Entre as aves apreendidas estão três araras (azul, vermelha e Canindé), três papagaios e um tucano do bico amarelo

Uma operação da Companhia de Polícia de Proteção Ambiental (Coppa) resultou na prisão de um homem por tráfico ilegal de animais ameaçados em extinção e na apreensão de 19 aves em uma pet shop de fachada, que funcionava no Bairro da Paz, na última segunda-feira (6). De acordo com a polícia, o imóvel era um ponto de comércio ilegal de aves e lá os policiais militares flagraram um homem de 27 anos com 19 animais, inclusive arara azul, espécie considerada ameaçada de extinção e que integra a lista de animais vulneráveis do Ministério do Meio Ambiente desde 2003. 

Ao todo foram apreendidas três araras (azul, vermelha e Canindé), três papagaios, duas Cuiubas do coco, duas Jandaias; oito Jabutis; e um tucano do bico amarelo. As aves são recém nascidas estavam em condições inadequadas de cuidados de cativeiro.  Os animais foram entregues no Centro Estadual de Triagem de Animais Silvestres (Cetas)/Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) para adoção dos cuidados necessários pelos veterinários e o autor do crime foi conduzido à sede da Polícia Federal para lavratura do Auto de Prisão em Flagrante.

“A Coppa tem realizado diversas ações para coibir o tráfico de animais silvestres, em especial da espécime Anodorhynchus hyacinthinus (Arara-Azul), que vem sendo traficadas para a capital baiana e,  posteriormente, para São Paulo, Rio de Janeiro e Santa Catarina”, revela o tenente Tiago Portela, oficial da Coppa.



***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas