Estado prepara resolução para fortalecer mercado de gás

donaldson gomes
25.09.2020, 05:00:00

Estado prepara resolução para fortalecer mercado de gás


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Olha o gás
Em linha com a nova legislação federal, a Bahia prepara uma resolução para estimular a competição no setor de gás. A Agerba já fixou regras para que empresas que consumam acima de 10 mil metros cúbicos (m³) possam comprar gás de outras usando as redes de dutos da Bahiagás e remunerando a companhia pela movimentação. A intenção é tornar o mercado mais dinâmico.  “A Margem Bruta de Distribuição de Gás irá colaborar para definir um melhor preço sobre a venda do gás natural na Bahia", acredita o secretário estadual de Infraestrutura Marcus Cavalcanti. Ele diz que a resolução deve ser publicada no mês de outubro. A iniciativa de tornar o gás natural mais barato é fundamental para tornar a indústria mais competitiva, uma vez que o produto pode ser utilizado para a geração de energia, mas também como matéria-prima para a indústria química. 

Além da Bahia
Além de fortalecer a presença na Bahia, a distribuidora de petróleo Larco tem investido na expansão em outras regiões do país, instalando filiais nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, mesmo neste ano tão desafiador. Localizadas em Ribeirão Preto e Várzea Grande, respectivamente, as unidades receberam um investimento total de cerca de R$ 400 mil e permitiram a ampliação da malha logística da distribuidora. A expectativa de vendas inicial de 10 milhões de litros por mês em cada um dos locais. Ainda este ano, a empresa prevê uma segunda base em São Paulo, na cidade de Paulínea.

É uma infovia
A Concessionária Bahia Norte está concluindo a implantação de uma rede com 132 quilômetros de fibra ao longo das 7 rodovias do Sistema BA-093. O projeto tem investimento superior a R$ 10 milhões de reais e contempla quatro dutos envelopados que passam por debaixo da terra. Um é voltado exclusivamente para a concessionária e os outros três serão comercializados para empresas interessadas em prover serviços de telecomunicações na região. A estimativa é atender cerca de 300 empresas que já atuam com demandas de telecomunicações ou provedoria de internet, além de suprir necessidades de outras que atuam no Polo de Camaçari, Centro Industrial de Aratu (CIA), centros de distribuição e até mesmo centros comerciais e shoppings da região.

Novo visual
Na próxima terça-feira (dia 29), a Ages vai apresentar oficialmente sua nova marca ao mercado. A instituição de ensino, que passou a integrar a Ânima Educação há pouco mais de um ano, reúne aproximadamente 5,6 mil alunos, sendo 206 na Faculdade de Medicina de Jacobina. A instituição, que tem unidades em sete municípios da Bahia, além de Lagarto em Sergipe, passará a contar em breve com mais uma faculdade de medicina na Bahia, desta vez em Irecê. A AGES registrou uma receita líquida de R$ 56,3 milhões e Ebitda ajustado de R$ 9,2 milhões em 2018. Para o ano passado, a projeção era de uma receita de R$ 80,8 milhões. O Grupo Ânima, uma das principais organizações particulares de ensino superior do Brasil, conta com aproximadamente 145 mil alunos. 

Bom sinal
Apesar de ainda se encontrar na zona de pessimismo, o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC) está em recuperação há três meses e já acumula um crescimento de 36,6% desde junho, segundo a Fecomércio-Ba. A novidade é que pela primeira vez desde o início da pandemia do novo coronavírus, o que motivou o aumento da confiança foram as condições atuais. Antes, a expectativa era alimentada apenas pelas expectativas futuras. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas